Últimas

Elenco apresenta Velho Chico, próxima novela das 21h

A partir da próxima segunda-feira (14), os telespectadores conhecerão uma história cheia de emoção. Na fase inicial, mortes, duelos, confrontos familiares e o despertar de romances proibidos a narrativa de Velho Chico, nova novela das 21h, da Globo.

 

A história de Edmara Barbosa e Bruno Luperi foi apresentada à imprensa na noite desta segunda-feira (7), no Museu do Amanhã, na Praça Mauá, na Zona Portuária do Rio de Janeiro.

 

Benedito Ruy Barbosa, que supervisiona a história de sua filha e seu neto, se emocionou após assistir ao clipe de apresentação.

 

“Estou com a voz um pouco fraca pela emoção que vivi assistindo as cenas, porque só havia lido os capítulos. Eu era jornalista e resolvi conhecer o São Francisco, de tanto ouvir falar. Conheci desde a Serra da Canastra até a foz. Hoje os peixes do rio não conseguem sobreviver ao impacto da água marinha. É uma vergonha. A novela como pano de fundo, consegue mostrar para vocês um pouco dessa realidade brutal”, disse Benedito.

 

O diretor, Luiz Fernando Carvalho, destacou que o sonho e a vontade de contar uma história sobre a própria terra, permeia o trabalho. 

 

“Ninguém mais na teledramaturgia brasileira consegue escrever ‘eu te amo’ e você sente isso. Benedito sabe como ninguém falar da terra. O amor domina essa novela”.

 

Domingos Montagner, que vive o Santo, vibrou ao contar que o folhetim vai exaltar o amor.

 

“Vamos contar uma história de amor e superação nas relações diversas. Uma história de brasileiros que a gente quer ver na TV. O país tem muitas cores e vamos mostrar algumas delas”, disse ele à OFuxico.

 

 

Marcos Palmeira, que vai interpretar o Cícero, pontuou que a trama dará um “respiro” na faixa das 21h.

 

“Faço um personagem passional, com pouca inteligência emocional. Estou em casa de novo, fazendo uma novela rural, eu adoro isso. A gentaça afim de sair dessa coisa massante do dia a dia urbano, vai ser bacana resgatar essa alma simples, pra chegar em casa e relaxar um pouco”.

 

Antônio Fagundes, acompanhado pela namorada, Alexandra Martins, fez piada diante do assédio da imprensa, que o cercou a todo momento.

 

“Estou parecendo o Eduardo Cunha! Não sei se vai ter muita política na novela, se meu personagem vai para esse lado, mas espero não me inspirar nele…”.

 

Ao lado do namorado, Igor Angelkorte, Camila Pitanga – exuberante como sempre – contou que ainda não começou a gravar, mas está pra lá de envolvida com a trama desde novembro.

 

“Faço a Maria Teresa, um personagem que vive uma crise existencial, está trocando de pele querendo recuperar a sua essência, a sua origem. Ela não tem certezas. Vive dúvidas entre a família, a paixão, tem muitas nuances. É um desafio enorme estar num turbilhão de talentos que é essa novela”.

 

Observado pelo pai, João Vitti, o jovem Rafael Vitti chamava a atenção pelo look.

 

“Nem sei como posar para fotos com essa roupa e esse bigode”, disse às gargalhadas. 

 

Rodrigo Santoro foi o último a chegar, já no momento da exibição do clipe de apresentação da trama. 

 

Carol Castro, Cristiane Torloni, Fabíula Nascimento, Dira Paes, Marcelo Serrado, José Dumont, Lucy Alves, Chico Diaz, entre outros, estiveram no evento. 

 

Uma exposição interativa, mostrando particularidades do Rio São Francisco, tais como uma imensa carranca, fotos projetadas numa canoa de tolda e depoimentos de casos de amor, encantou a todos os presentes, que ainda se deleitaram com um bufê de iguarias do Nordeste, criado especialmente para o evento pela chef Flavia Quaresma, baseado em pesquisas sobre as características culinárias de cada região por onde passa o Rio São Francisco. 

 

Na pista de dança, a DJ Lili Prohmann proporcionou uma ambientação perfeita com ritmos regionais, como o coco, maracatu, samba de roda e ciranda.

 

No final da década de 60, na fictícia Grotas do São Francisco, no Nordeste brasileiro, o coronel Jacinto (Tarcísio Meira), dono de quase tudo ali, comanda a política, a economia e quem aparecer pela sua frente. Ambicioso, ele está de olho nas terras do capitão Rosa (Rodrigo Lombardi).  Dono da fazenda Piatã, o capitão tem moral e coragem para enfrentar a figura do “todo-poderoso”, e isso é o que provoca o início do duelo que vai atravessar gerações até os dias de hoje.

 

 

Tudo sobre o mundo dos famosos, novelas, festas e TV, você encontra em O Fuxico!

Fonte: OFuxico.com.br
Matéria Originalmente postada pelo site O Fuxico

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *