Últimas

"Especial e inesquecível", diz Monalisa Perrone sobre estreia no "JN"

Monalisa Perrone falou pela primeira vez sobre sua estreia na bancada do “Jornal Nacional”, sábado passado, após 17 anos de Globo. “Foi especial e inesquecível”, declara a jornalista.

No bate-papo a seguir, ela não esconde que ficou com “frio na barriga” ao receber o aviso que iria estrear à frente do principal telejornal da Globo. Sua presença no informativo também foi muito bem recebida na Web, conforme destacou o UOL.

Flávio Ricco – Como foram os momentos seguintes à estreia na bancada do “JN” e num momento tão importante para a história política do país?
Monalisa Perrone: Foi especial e inesquecível. O “Jornal Nacional” é um jornal em que já estive reportando inúmeras vezes, mas apresentar tem outro peso. E ainda mais numa edição tão importante. Tínhamos Delcídio do Amaral falando para as câmeras pela primeira vez. Ficamos à espera das respostas dos citados e tudo acabou chegando bem em cima da hora. Estava ansiosa. Mas eu tinha uma equipe, que me deu todo apoio, e o Evaristo [Costa], que foi muito, muito parceiro. Isso fez toda a diferença!

Acompanhou a repercussão na mídia?
Depois do jornal, no jantar, com parte da equipe, acompanhei, sim, a repercussão na mídia e confesso que não esperava tanto. Foi uma grata surpresa!

O convite para fazer a escala de fim de semana do “JN” surgiu em que momento?
Recebi o convite para apresentar o “JN” da direção de jornalismo da Globo. Como vou dormir às 17h30, 18h, só vi a mensagem às duas da manhã do dia seguinte, quando cheguei para apresentar o ‘Hora Um’. Isso foi há quase um mês. Sem data para estrear, fiquei na minha. Até que, na semana passada, veio a confirmação de que iria estrear em breve. Fiquei com frio na barriga! Aliás, o friozinho só passou depois do ‘boa noite’ daquele sábado. Rs.

O espectador vai te ver com frequência na bancada, aos sábados, daqui pra frente?
Aparecerei no “JN” como todos os outros apresentadores, no esquema de rodízio a cada quatro fins de semana. Estou muito feliz e com uma disposição de novata que voltei a sentir.  Convenhamos que com 23 anos de profissão, isso é maravilhoso!

Colaboração de José Carlos Nery
 

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *