Últimas
20160324194233738889u

EUA anunciam novas sanções contra o Irã

Míssil balístico é testado em um local não divulgado do Irã. Foto: Sepah News/AFP
Míssil balístico é testado em um local não divulgado do Irã. Foto: Sepah News/AFP

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou nessa quinta-feira sanções financeiras contra várias  empresas do Irã por seu apoio ao programa de mísseis balísticos desse país e contra duas empresas britânicas vinculadas à companhia aérea iraniana Mahan Air, que já estava na lista negra.

Segundo um comunicado do Tesouro, duas filiais do grupo Shahid Hemmat Industrial Group são apontadas por estarem diretamente envolvidas na elaboração do programa iraniano de mísseis balísticos.

Duas unidades de comando dos Guardiães da Revolução, que tinham responsabilidade operacional no programa, também foram colocados na lista negra.

O Irã fez vários testes de mísseis balísticos nos dias 8 e 9 de março.

“O programa de mísseis balísticos do Irã e seu apoio ao terrorismo representam uma ameaça contínua na região, aos Estados Unidos e a seus parceiros no mundo”, declarou Adam Szubin, subsecretário do Tesouro responsável pelo combate ao terrorismo.

“Continuaremos usando nossas ferramentas para combater o programa de mísseis balísticos e o apoio ao terrorismo, inclusive com sanções”, acrescentou.

O ministério iraniano de Relações Exteriores denunciou imediatamente as novas sanções, através de seu porta-voz Hossein Jaber Ansari.

“O programa balístico do Irã não tem nada a ver com o acordo nuclear e não viola a resolução 2231 do Conselho de segurança das Nações Unidas. Este programa é totalmente defensivo e nenhuma medida poderá tirar da República islâmica do Irã seus direitos legítimos e legais para reforçar sua capacidade de defesa e sua segurança nacional”, declarou.

A resolução 2231 adotada após o acordo nuclear histórico, assinado em julho entre o Irã e as grandes potências prevê que o Irã se abstenha de lançar mísseis balísticos que podem estar equipados de ogivas nucleares.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *