Últimas

Facebook quer transformar Messenger em uma carteira digital, diz relatório

O Facebook tem grandes planos para transformar o Messenger em um “aplicativo faz tudo”, que irá substituir outros serviços encontrados nos smartphones. Porém, uma das mudanças mais importantes será transformá-lo em uma carteira digital. 

Segundo um relatório divulgado pelo The Information, um código encontrado no interior do aplicativo sugere que a empresa planeja ativar um recurso para fazer transações digitais ou até mesmo pagar por bens físicos nas lojas.

Ainda não está claro se isso significa que a rede social irá bater de frente com outras companhias que já oferecem o serviço, como a Apple, Google ou Samsung, ou se irá usar essas ferramentas como base para fazer sua plataforma funcionar.

Durante uma teleconferência com investidores no início do ano, Mark Zuckerberg pareceu estar mais inclinado para a segunda opção. Ele  comentou em “fazer parceria com todo mundo que faz pagamentos” e ainda usou como exemplo o Apple Pay. O fundador do Facebook garante que não está planejando em fazer dinheiro através da carteira digital, mas sim impulsionar o e-commerce para melhorar o seu negócio de publicidade.

O relatório também revelou que no código do aplicativo de mensagens foram encontrados comandos para “empresas sugeridas”, o que poderia significar que o Facebook irá analisar os “likes” e comportamento dos usuários para dar destaque para empresas específicas. Um recurso como este poderia competir diretamente com o Google, sendo que as companhias poderiam pagar para a rede social ajudar a aumentar a sua visibilidade no Messenger, assim como já pagam por anúncios no canal de busca do Google. 

O Facebook também está trabalhando em conjunto com diversas empresas para configurar contas oficiais no Messenger, que, por enquanto, estão sendo usadas para atendimento de clientes. 
A indústria de tecnologia está esperando o F8, conferência anual da empresa para desenvolvedores, que está marcada para o dia 12 de abril, para saber quais são os planos de expansão do Facebook.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *