Últimas

Falha no sistema do Ministério atrapalha emissão da carteira de trabalho

O desemprego não dá trégua aos brasileiros, e mesmo aqueles que ainda conseguem uma vaga e precisam emitir a carteira de trabalho estão dando com a cara na porta. Desde quinta-feira da semana passada, o sistema que emite o documento está fora do ar em todo o Brasil. “A situação é dramática”, disse um atendente de um dos postos da Agência do Trabalhador do Distrito Federal. “Em média, as pessoas estão esperando 45 dias para serem atendidas. E quando chega o dia do atendimento, o sistema não está funcionando. Os trabalhadores precisam remarcar o processo de novo”, acrescentou. “Há casos em que a demora passa de 60 dias.”

O descaso é tão grande, que nenhum aviso é emitido pelo Ministério do Trabalho e da Previdência Social para aqueles que precisam retirar a carteira de trabalho. As pessoas só descobrem que foram inutilmente aos postos de atendimento quando já estão lá. Muitas vêm de longe, gastam o pouco dinheiro que têm com transportes. O ministério informou ao Correio que sequer sabia dos problemas enfrentados pelos trabalhadores. “Os usuários não foram avisados previamente, pois não era possível prever que o atendimento não seria realizado por intermitência do sistema”, frisou a pasta.

O ministério comandado por Miguel Rossetto ressaltou ainda que “o sistema apresentou instabilidade durante a última semana, mas que providências estão sendo tomadas para normalizar os atendimentos”. Nem os que estão à espera da carteira de trabalho nem os atendentes da Agência do Trabalhador acreditam nisso. “Tornou-se rotina o sistema de emissão do documento sair do ar. Já reclamamos várias vezes, mas nada melhora. Quem sai prejudicado é quem consegue um emprego, mas acaba preterido porque não tem carteira para apresentar”, afirmou um dos responsáveis por um dos postos de atendimento.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *