Últimas

Garantir cumprimento do mandato é "dever dos que prezam democracia", diz Pimentel

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), manifestou por meio de nota, repúdio à tramitação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados. “Ainda que o julgamento seja um processo político, ele é regido por normas constitucionais e regras próprias. E é necessário que tenha se configurado crime de responsabilidade para abertura do processo, coisa que sabidamente não ocorreu neste caso”, afirma o governador.

Para Pimentel, garantir o cumprimento do mandato eleito é “dever dos que prezam a democracia e respeitam o voto do povo”. Na avaliação do governador, o avanço do processo de impedimento da presidente na Câmara poderá representar “retrocessos de efeitos imensuráveis em relação às conquistas alcançadas depois de muita luta e sofrimento pelo povo brasileiro”.

Sobre as manifestações ocorridas na sexta-feira, 18, em todo o País, em apoio ao governo Dilma Rousseff e ao ex-presidente Lula o governador de Minas diz que elas “sinalizam a indignação da sociedade brasileira com as manipulações em curso, que desestabilizam o sistema político e provocam a incitação da intolerância e do ódio”.

Pimentel termina a nota afirmando que espera que as decisões da Câmara sejam “guiadas pela sensatez, serenidade e espírito democrático”.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *