Últimas

Gaviões da Fiel acusa PM de opressão e diz que Corinthians fará cobranças

Por meio de nota oficial, a torcida organizada Gaviões da Fiel fez críticas à Polícia Militar por ação após Corinthians 4 x 0 Linense, no sábado, em Itaquera.

No comunicado, a organização afirma haver opressão nas ações recentes da PM, como a repressão aos torcedores desde a saída das arquibancadas até o portão principal do estádio. A polícia acusou a Gaviões de praticar uma emboscada após o jogo. 

Em comunicado neste domingo, o ex-presidente e deputado federal Andrés Sanchez prometeu conversar com a corporação sobre as ações recentes em jogos do Corinthians. 

Confira a nota oficial da Gaviões da Fiel:

Ontem (19/03), após o término da partida entre Corinthians e Linense, em Itaquera, novamente fomos alvos de uma ação desproporcional e incabível por parte da Policia Militar do Estado de São Paulo.

Em um intervalo de três dias, diversos vídeos e relatos de torcedores no geral, escancararam ações violentas por parte da PM nas partidas do Corinthians, sem que houvesse qualquer motivo minimamente plausível para sustentar alguma justificativa por parte do comando.

Os Gaviões da Fiel vem a público lamentar que em tempos de democracia, o motivo mais aparente para se suspeitar das ações policiais, seja justamente a tentativa de uma censura opressiva.

Reforçamos nossa persistência e continuidade com as lutas que consideramos de suma importância para o futebol brasileiro, e nos compromissamos com todos os torcedores, a nos mantermos contestando e cobrando todo e qualquer órgão, empresa ou mandatário que queira se apropriar de uma cultura que é do povo.

Já entramos em contato com a diretoria do Corinthians e eles se compromissaram a cobrar explicações por parte do comando da Policia Militar, além de prestar os devidos esclarecimentos à sua própria torcida.

Levando em consideração que a Policia Militar é PAGA pelo Sport Club Corinthians Paulista para prestar um serviço de segurança privada (mesmo sendo um órgão de segurança pública), consideramos uma falta de respeito ainda maior o tratamento com que os contratados estão tendo com a torcida de seus contratantes.

A todos os torcedores, organizados ou não, pedimos atenção, cuidado e apoio, pois nossa luta está só começando. E essa luta, é de todos nós!

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *