Globo atinge esperado equilíbrio em suas novelas

  • Ramón Vasconcelos/TV Globo

    "Êta Mundo Bom", de Walcyr Carrasco

    “Êta Mundo Bom”, de Walcyr Carrasco

A Globo, depois de muito tempo, conseguiu impor um equilíbrio de resultados bem importante na linha de exibição das suas novelas. Desde “Malhação” até a faixa das nove, verifica-se que, em termos de aceitação por parte do público, estão todas dentro dos desejados parâmetros, algo que durante anos não foi alcançado.

A estreante “Velho Chico”, recebendo de “A Regra do Jogo”, mal teve tempo de provocar qualquer alteração – para baixo ou para cima, mas “Êta Mundo Bom” e “Totalmente Demais” têm atendido plenamente o que delas se espera.

Aqui, no particular, méritos maiores são reconhecidos à novela do Walcyr Carrasco, por resgatar uma série de valores e enveredar por caminhos sempre simpáticos ao telespectador. Mas trata-se apenas de uma opinião. Opinião pessoal.

Crítico nenhum, muito menos este que vos fala, tem a pretensão de ser dono da verdade e muito menos condição de sentenciar alguma coisa.

São e sempre serão válidas e reconhecidas as opiniões em contrário. 

Estado de atenção

Mesmo contando com uma frente de capítulos das mais confortáveis, a Globo torce para que as chuvas não comprometam os trabalhos de “Velho Chico” no Rio de Janeiro.

Aliás, um aviso de observar cuidados foi distribuído para todas as produções da teledramaturgia.

Inversão de eixo

Em relação a “Os Dez Mandamentos”, só o CEP é diferente, porque também já existem problemas por causa das chuvas. Diante do impedimento de fazer externas, foram acelerados os trabalhos em estúdio.

Mãe do Luciano

Divulgação/Globo

Sandra Annenberg com Marta Grostein

Marta Grostein, mãe do Luciano Huck, diretora do Instituto Criar, é a convidada de Sandra Annenberg, neste sábado, no “Como Será?”.

Professora, há quase 12 anos, ela se entusiasmou com a ideia do filho em desenvolver um trabalho que pudesse receber e profissionalizar jovens entre 17 e 20 anos na área do audiovisual. Na Globo, 7 da manhã.

Desafios da reportagem

O “Profissão Repórter”, comandado por Caco Barcellos na Globo, nesta temporada de 2016, será apresentado entre 6 de abril a 23 de novembro. Portanto, passará a ser exibido nas noites de quarta-feira – não mais às terças, na sequência do futebol. O programa comemora 10 anos no ar.

Questão de espaço

Apontado como principal produto do entretenimento da Band, a estreia do “MasterChef”, terça passada, tem que merecer espaço. O grande problema do programa, desde o seu lançamento por aqui, é o trabalho de edição que sempre deixou a desejar.

Senão vejamos

O anúncio do primeiro participante aprovado não foi exibido para o telespectador. O responsável pela edição achou que não precisava, e o diretor do programa, Patrício Diaz, passou batido.

Mostraram apenas a sua reação. Ao telespectador coube o exercício do subentendimento. O programa, neste novo começo, usou e abusou da emoção. Foi até exagerado. Muitas lágrimas e pouca didática culinária.

Outra bobeada

Outro erro de princípio foi a exibição de clipes mostrando os participantes aprovados em provas futuras. Isso é um erro primário em televisão. Ainda com tudo isso, o “MasterChef Brasil” é um produto forte, resistente e promete ser mais um sucesso.

Capítulo 1

O canal Sony, que exibe a versão inglesa, teve interesse em produzir a versão brasileira do “X-Factor”. Cogitou inclusive trazer um nome internacional para o seu júri, para aumentar o barulho. 

Capítulo 2

Só que todo esse plano parou no seu centro de custo, que apurou valores considerados completamente fora dos padrões brasileiros. Logo depois de tudo isso é que veio o acerto da Fremantle com a Band para a produção do mesmo formato, mas pé no chão, sem avançar demais no orçamento.

Medo de cobras

Para perder o medo de cobras, Juliana Silveira decidiu enfrentar o problema, com visitas ao instituto Vital Brasil, no Rio.

Na novela “Os Dez Mandamentos”, da Record, como a rainha-vilã Kalesi, ela será obrigada a contracenar com elas.

Bate – Rebate

• Em vários momentos de “Liberdade, Liberdade”, a Globo vai usar e abusar dos efeitos especiais.
• Foi confirmada uma rápida participação especial de Isabelle Drummond em “Sagrada Família”, da Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari.
• Enquanto o SBT promoveu um cruzeiro para o mercado publicitário, a Globo realizou a convenção do seu comercial no Costão do Santinho.
• Direção da Record ainda trabalha com algumas dúvidas para fixar as próximas novelas da faixa da tarde.
• Globo ainda não tem fixada a volta de gravações do “Programa do Jô”…
• … A princípio seria em 22 de março, mas essa data não é mais confirmada…
• … De qualquer forma, no ar, o seu retorno está confirmado para o dia 28 do próximo mês.
• Logo após encerrar seus trabalhos em “A Regra do Jogo”, Giovanna Antonelli ganhou férias da Globo e viajou com o marido…
• … O seu próximo trabalho, “Sol Nascente”, do Walther Negrão, só começará entre o fim de abril e começo de maio. Tem chão.
• “Chapa Quente”, nova temporada, começou a gravar. Vai estrear em abril.

C´est fini

Embora a Globo não se manifeste oficialmente sobre o caso, já se torna possível assegurar que o nome do diretor Wolf Maya não é mais cogitado para nenhum novo trabalho na emissora.

É a interrupção de uma história de 37 anos. Wolf estreou como ator, em 1979, na novela “Memórias de Amor”.

Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

*Colaborou José Carlos Nery

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *