Google desenvolve um aplicativo de teclado para iPhone

O Google quer tomar uma parte importante do iOS: o teclado. A empresa está desenvolvendo, segundo o site The Verge, um aplicativo de teclado para o sistema da Apple, que também traria diversas ferramentas de busca, dominando uma parte nobre do sistema concorrente do Android.

Como o teclado que a empresa usa como padrão no Android, o aplicativo no iOS permite a digitação por gestos ao deslizar o dedo pelas teclas´, em vez de pressionar uma a uma, e deixar o software reconhecer a palavra que você quer usar. Além disso, o app trará o logo do Google, que leva o usuário para uma busca na web, e botões distintos para a procura de imagens e GIFs, cada vez mais importantes na internet atual. Estes últimos recursos não existem nem mesmo no teclado da empresa para o Android.

O teclado já está em desenvolvimento há alguns meses e tem o objetivo de alavancar as buscas no Google pelo iOS. A empresa domina o mercado, mas conforme o tráfego de internet migra dos desktops para o mobile, a empresa tem enfrentado alguns problemas, porque a publicidade nos celulares não é tão valiosa quanto nos computadores. Some-se a isso o fato de que a tendência é que os usuários estão fazendo cada vez menos pesquisas online, já que a maior parte das buscas são por termos como “Gmail”, “Facebook”, e as pessoas já têm isso na tela inicial do celular, e você tem uma situação que pode se tornar problemática para o Google.

Resta saber se o teclado terá, de fato, algum impacto com a base de usuários do iOS. Aplicativos do tipo já estão no mercado há algum tempo, com nomes conhecidos como SwiftKey e Swype há anos disputando espaço na App Store. Boa parte do público, que não é tão familiar com tecnologia, costuma nem sequer saber que pode trocar o teclado padrão do sistema, e muitos outros sabem, mas não têm o interesse.

A dúvida que fica é quando o aplicativo será lançado. Como está em fase de desenvolvimento, também há a chance de que a empresa simplesmente desista do lançamento, e o projeto jamais veja a luz do dia.

Via The Verge 

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *