Governo argentino repudia ataque contra sede de partido kirchnerista

Buenos Aires, 7 mar (EFE).- O governo da Argentina repudiou nesta segunda-feira o ataque com arma de fogo cometido no último sábado contra a sede do partido político kirchnerista Nuevo Encuentro (Novo Encontro, tradução livre) em Buenos Aires, que deixou duas militantes feridas, e prometeu trabalhar para esclarecer o incidente violento.

“Toda minha solidariedade com as duas militantes de Nuevo Encuentro feridas a bala no fim de semana e meu repúdio a este violento ataque”, escreveu o presidente Mauricio Macri em sua conta no Twitter.

Antes, a ministra de Segurança da Argentina, Patricia Bullrich, e o secretário de Segurança Interior, Gerardo Milman, mantiveram um encontro com o presidente do partido Nuevo Encuentro, Martín Sabbatella, para dialogar sobre o ocorrido.

Segundo informou o Ministério de Segurança em comunicado, Bullrich e Milman manifestaram a Sabatella “seu enérgico repúdio pelo acontecido” no bairro de Villa Crespo, em Buenos Aires, onde duas mulheres ficaram feridas por balas de chumbo.

O incidente aconteceu por volta da meia-noite de sábado, quando o Nuevo Encuentro realizava a abertura de um espaço nesse bairro.

“De nenhuma maneira podemos aceitar que exista violência política no país”, garantiram Bullrich e Milman em comunicado.

Os funcionários afirmaram que o “compromisso” do governo Macri “é com a paz e com a união dos argentinos” e prometeram trabalhar “fortemente para que o incidente seja esclarecido e os agressores identificados”.

Após o ataque, dirigentes do Nuevo Encuentro tinham afirmado que “o clima que se instalou na Argentina” após a mudança de governo “gerou um contexto de violência no qual alguns sentem que podem reagir deste modo”.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *