Últimas
20160311213420695294i

Hackers roubam US$ 81 milhões do Banco Central de Bangladesh

Hackers roubaram US$ 81 milhões do Banco Central de Bangladesh, mas fracassaram no projeto de desviar 1 bilhão de dólares por erros no momento de digitar os pedidos de transferência. Foto: Joe Raedle/Getty/AFP/Arquivos
Hackers roubaram US$ 81 milhões do Banco Central de Bangladesh, mas fracassaram no projeto de desviar 1 bilhão de dólares por erros no momento de digitar os pedidos de transferência. Foto: Joe Raedle/Getty/AFP/Arquivos

Dacca – Hackers roubaram 81 milhões de dólares do Banco Central de Bangladesh, mas fracassaram no projeto de desviar US$ 1 bilhão por erros no momento de digitar os pedidos de transferência, informaram nesta sexta-feira funcionários bengaleses. Os piratas de computador conseguiram, no começo de fevereiro, transferir a quantia que o Banco Central de Bangladesh tinha em uma conta na filial nova-iorquina do Banco Central americano (Fed).

“Oitenta e um milhões de dólares foram transferidos do Fed de Nova York para uma conta nas Filipinas”, informou à AFP Razee Hassan, vice-governador do Banco Central de Bangladesh. Estes hackers tinham inundado o Fed nova-iorquino com dezenas de ordens de transferência e pretendiam desviar US$ 850 milhões adicionais, tentando se beneficiar de um possível déficit de comunicação entre os bancos nos últimos fins de semana.

Mas o sistema de segurança do banco e falhas ao digitar algumas petições de transferência fizeram seu plano fracassar parcialmente. “Tentativas de transferência de US$ 850 milhões foram frustradas pelo sistema de segurança do Fed”, afirmou Hassan. As autoridades do país já tinham ameaçado na terça-feira apresentar demandas judiciais contra o Fed de Nova York, assegurando que era “responsável” pelo dinheiro ali depositado.

Contatada pela AFP na sexta-feira, o Fed de Nova York recusou-se a fazer comentários e enviou um comunicado, no qual indica que não há “indícios” de que seu sistema de segurança tenha sido “afetado” e indicou que as ordens de transferência estavam conforme os “protocolos normais de autenticação”. O BC bengalês indicou que suspeita que chineses estejam por trás da ação e especialistas em cibercriminalidade iniciaram uma investigação a respeito. 

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *