Últimas

Homem que cumpria pena por crime do irmão adotivo com mesmo nome é solto

Morador de Paracatu (MG), ele estava preso no Distrito Federal por um assassinato cometido pelo irmão adotivo. Foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press
Morador de Paracatu (MG), ele estava preso no Distrito Federal por um assassinato cometido pelo irmão adotivo. Foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press

Francisco Magalhães de Souza, 42 anos, deixou o Complexo Penitenciário da Papuda às 12h30 desta terça-feira. Morador de Paracatu (MG), ele estava preso no Distrito Federal por um assassinato cometido pelo irmão adotivo, que tem o mesmo nome que ele. Francisco seria liberado pela manhã, mas o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) errou o código do alvará de soltura.

Inocente, Francisco foi preso três vezes nos últimos sete anos. A última das prisões, após a condenação pelo TJDFT aconteceu no início de 2015. Passou quatro meses em um presídio em Paracatu e os outros cinco no DF, sem ver os parentes. A soltura de Francisco Magalhães, 41 anos, ainda atrasou algumas horas. 

O advogado de Francisco, Ivo Ribeiro, confirmou que o alvará de soltura saiu ontem do Tribunal do Júri de Ceilândia para a unidade prisional. 

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *