Últimas

IBM desenvolve chip que pode acelerar aprendizado de inteligência artificial

Cientistas dos centros de pesquisa da IBM desenvolveram um chip capaz de reduzir drasticamente o tempo de aprendizagem de sistemas de inteligência artificial. De acordo com a equipe, a tecnologia poderia acelerar a velocidade de dados, originando sistemas que conseguem executar tarefas como o reconhecimento de fala natural e tradução entre todos os idiomas do mundo.

As redes neurais modernas, como o Google Deep Mind e o IBM Watson, exigem tempo e grande poder de computação porque executam bilhões de tarefas em paralelo. Usando uma nova tecnologia de processamento, chamada resistive processing unit (RPU), capaz de colocar grandes quantidades de RAM resistiva diretamente em uma CPU.

Os novos chips são capazes de buscar dados tão rapidamente quanto conseguem processá-los, o que reduz o tempo de “treinamento” e a energia gastos no aprendizado de uma rede neural. “OS problemas atuais requerem dias de treinamento em um datacenter com milhares de máquinas”, explicam os cientistas.
Segundo a IBM, seria possível construir esses chips usando a tecnologia CMOS regular. Atualmente, o projeto está em fase de pesquisas.

Via Engadget 

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *