Últimas

Igreja Nova pode ser incluída no APL Apicultura Litoral e Lagoas

A produção de mel e derivados do alimento reuniu em Igreja Nova apicultores, representantes da Secretaria Municipal de Agricultura, do Território Rural do Baixo São Francisco (TERBASF) e do APL Apicultura Litoral e Lagoas. A parceria entre as três instituições pode incluir o município no Arranjo Produtivo Local cuja área de atuação atual se estende de Maragogi a Penedo.

Apresentado aos apicultores igreja-novenses por Daniele Virtuoso dos Santos, gestora do APL Apicultura Litoral e Alagoas nesta quinta-feira, 03, a atividade gerou aproximadamente 188 mil reais para os apicultores assistidos no APL. Do total registrado no ano passado, cerca de R$ 101 mil foram obtidos com a produção do mel de abelha e mais R$ 87 mil com própolis vermelha.

Os números certamente são maiores porque ainda há deficiência no registro da produção e repasse de informações por apicultores, oficialmente 176 com atividade comprovada dentro do território do APL em 2015, segundo Daniele Virtuoso. Ela enfatizou ainda a necessidade de organizar e fortalecer a cadeia produtiva da apicultura do Sertão ao Litoral alagoano.

“Alagoas é o estado com maior potencialidade do Brasil para a produção de mel e própolis”, afirmou a gestora do APL que fez diversos esclarecimentos sobre o processo de validação da inclusão do município no Arranjo Produtivo Local. “Não é só uma questão de produção, mas de potencialidade do município e da articulação do município com a Secretaria de Desenvolvimento”, explicou.

O próximo passo para a inclusão de Igreja Nova no APL Apicultura Litoral e Lagoas acontece no próximo dia 30 de março, data do encontro marcado na casa paroquial do Povoado Genipapo. A proposta é ampliar a produção de mel de abelha na mata nativa do Assentamento São João Batista, iniciativa que terá assistência técnica disponibilizada pela Secretaria de Agricultura da Prefeitura de Igreja Nova.

 

Assessoria

Foto Fernando Vinicius

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *