Últimas

Irã nega ter apoiado ciberataques nos Estados Unidos

O Irã negou neste sábado ter apoiado os ataques cibernéticos contra os Estados Unidos, depois que a justiça americana indiciou sete iranianos e duas empresa por ciberataques contra dezenas de bancos e uma represa.

“A República Islâmica do Irã nunca considerou a possibilidade de realizar cibertaques e nem os apoia”, declarou em um comunicado Hossein Jaber Ansari, porta-voz do ministério das Relações Exteriores.

A justiça americana anunciou na quinta-feira o indiciamento de sete pessoas e duas empresas iranianas ligadas ao regime de Teerã por ataques cibernéticos entre 2011 e 2013.

Wall Street, Nasdaq e os bancos ING, Capital One e Bank of America estavam entre os alvos destes ataques.

Em 2013, um dos hackers iranianos conseguiu hachear o centro de controle de uma represa perto de Nova York, segundo a acusação.

“Os Estados Unidos, com os seus ataques cibernéticos contra instalações nucleares pacíficas do Irã ameaçaram milhões de iranianos inocentes, então não está em posição de acusar cidadãos de outros países, incluindo o Irã”, acusou o porta-voz, em referência ao vírus Stuxnet, que em 2010 infectou o programa nuclear iraniano e suas centrífugas.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *