Israel fecha Cisjordânia por ocasião das festas judaica de Purim

Jerusalém – Israel fechou a Cisjordânia ocupada até a noite de sábado por razões de segurança devido à festa judaica de Purim, que começa na noite desta quarta-feira, informou o exército israelense. O isolamento começou nesta quarta-feira à 01h00 local (20h00 de terça-feira, horário de Brasília) e será mantido até sábado à meia-noite, disse uma porta-voz militar.

A Cisjordânia não foi fechada no ano passado durante estas celebrações. Neste ano, no entanto, a decisão foi tomada por “ordem da direção política” e após uma “avaliação da situação”, disse a porta-voz. O fechamento da Cisjordânia afetará dezenas de milhares de palestinos que trabalham em Israel. Casos excepcionais “humanitários e médicos” serão autorizados a entrar em Israel, disse.

Durante a festa de Purim são realizadas festividades e desfiles de rua em todas as cidades de Israel. O Muro das Lamentações, no centro histórico de Jerusalém, recebe nesta ocasião muitas visitas. Israel, Jerusalém e os Territórios Palestinos são palco desde 1º de outubro passado de uma onda de violência que já matou 198 palestinos, 28 israelenses, dois americanos, um eritreu e um sudanês, segundo um balanço da AFP. A maioria dos palestinos mortos são autores ou supostos autores de ataques.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *