Últimas

"Jararaca", Sérgio Moro e até vírus da zika inspiram cartazes de protestos

O Brasil teve, neste domingo (13), a maior manifestação contra a presidente Dilma Rousseff e seu governo. Somente em São Paulo, foram à avenida Paulista 500 mil pessoas, conforme apurou o Datafolha. Houve atos nos 26 Estados e no Distrito Federal, e também em cidades do exterior, como Lisboa (Portugal), Londres (Inglaterra), Munique (Alemanha), além das latino-americanas San Pedro de Atacama (Chile) e Assunção (Paraguai) – entre outras.

Veja dez cartazes que foram levados nestes protestos de 13 de março pelo Brasil.

Christophe Simon/AFP

Essas mulheres foram à praia de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, e pediram a prisão de partidos consagrados (e um inexistente). 

Andressa Anholete/AFP

O juiz federal Sérgio Moro tido como “salvador da pátria” em muitos dos cartazes, como este, erguido na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

Adriano Vizoni/Folhapress

Este outro, fotografado em São Paulo, “cria” um nome para a “arte” de investigar esquemas de corrupção, a partir do sobrenome do juiz federal: a “morologia”.

Lucas Tannuri/Futura Press/Estadão Conteúdo

É impossível agradar a todos, como mostra este cartaz erguido em Brasília.

Adriano Vizoni/Folhapress

Teve quem fez piada com a sigla do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra) e a cobertura tríplex, alvo de investigações da Polícia Federal

Vanderlei Almeida/AFP

O surto do vírus da zika é tema sério, mas teve manifestante fazendo piada no Rio.

Marcelo Bittencourt/Futura Press/Estadão Conteúdo

Este comparou Lula a Forest Gump, personagem conhecido por contar histórias. 

Rafael Bertanha/Futura Press/Estadão Conteúdo

Em Mogi-Guaçu (SP), cartaz contesta comparação de Lula com uma “jararaca”.

Mister Shadow/Estadão Conteúdo

Sim, o dia da semana pode ser um problema.

Mister Shadow/Asi/Estadão Conteúdo

Qual o ritmo da manifestação? Que tal o funk do MC Bin Laden?

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *