Últimas

Jogadores do Brasil ressaltam "poder de reação" contra o Paraguai

O “poder de reação” do Brasil foi muito exaltado pelos jogadores da seleção, que conseguiu arrancar empate por 2 a 2  após começar perdendo por 2 a 0 contra o Paraguai. Ricardo Oliveira, autor do primeiro gol brasileiro nesta terça (29), Miranda, Fernandinho e William utilizaram o mesmo discurso para defender que o resultado, apesar do empate, foi bom. 

“Foi um jogo difícil, corrido, pegado com disputa corporal, mas a luta é isso e depois de perder por 2 a 0 conseguimos buscar o resultado e merecemos um melhor resultado. Saímos com o gosto de ‘nos encontramos’. A qualidade individual se sobressai, mas a qualidade do grupo não pode ser deixada de fora, porque em um jogo assim é importante. Procuramos animar o time em busca do resultado, mas seleção é isso”, comentou Ricardo Oliveira. 

William, um dos principais nomes ofensivos do Brasil, disse que se o jogo fosse um pouco mais longo, a seleção poderia ter até virado a partida. “Se a gente conseguir fazer nos jogos o que fizemos no segundo tempo, quando já estávamos perdendo por 2 a 0, a gente vai conseguir resultados positivos. Hoje a gente mostrou a força do grupo, perdendo por 2 a 0 fomos atrás, sem desespero. Se tem mais 5 minutos a gente poderia ter tido uma vitória”. 

O zagueiro Miranda pontuou erros da seleção na bola área, mas exaltou a força de vontade. “Sofremos com a bola aérea do Paraguai, a gente já esperava que ia jogar dessa forma. Temos que ressaltar a garra e vontade. Conseguimos pelo menos igualar o resultado”, analisou. 

Fernandinho, que deixou o jogo antes do final, comemorou a reação após estar perdendo por 2 a 0. “O primeiro tempo não foi tão bom como o segundo, eu não estava em campo no segundo. A expectativa é a mesma para a Copa América. Esperar agora a convocação para ver como vai ser. Devido às circunstâncias de estar perdendo por 2 a o e criou oportunidades. Ficamos contentes pelo poder de reação do time”. 

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *