Últimas

John Corbett diz que público ainda o chama de Aidan, de "Sex and the City"

A família Portokalos está de volta. Depois de 14 anos do sucesso de “Casamento Grego”, a sequência da comédia romântica chega nesta quinta-feira (31) aos cinemas. E, para essa segunda parte da história, o mérito do filme foi reunir todo o elenco original do longa de 2002. Estão lá Nia Vardalos como a protagonista Toula, Michael Constantine como Gus e Lainie Kazan como Maria, todos integrantes da família Portokalos. E, claro, o galã John Corbett como Ian, o marido de Toula.

O novo filme, porém, se repete reproduzindo clichês sobre a cultura dos imigrantes gregos na América. O roteiro basicamente traz Toula mostrando que ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais –o que, em suma, quer dizer que ela se torna a mãe grega super protetora de sua filha, Paris (Elena Kampouris), que só quer estudar fora.

“As pessoas podem achar que estou repetindo as mesmas histórias. Mas, quando as pessoas imigram, elas congelam uma imagem de seu país de origem no tempo e passam a vida toda reproduzindo aqueles hábitos que, de fato, já desapareceram”, disse ao UOL a atriz e roteirista Nia Vardalos. “Casamento Grego 2” tem direção de Kirk Jones (de “O Que Esperar Quando Você Está Esperando” e “Estão Todos Bem”).

Já Corbett, em seus 54 anos e com os cabelos um pouco grisalhos, ainda conserva o charme que o deixou famoso na série “Sex and the City”. Sorridente e disponível a falar de sua vida pessoal, inclusive seu relacionamento de longa duração com a atriz Bo Derek –estrela de filmes como “Orca, a Baleia Assassina” e “Mulher Nota 10”–, ele diz que ainda é chamado de Aidan (seu personagem em “Sex and the City”) nas ruas de Nova York.

UOL – Você está casado hoje?

John Corbett – Eu estou em um relacionamento de longa duração há 14 anos com a atriz Bo Derek.

E vocês também tiveram um encontro cinematográfico?

Tivemos. Um amigo, chamado Norby Walters, que hoje já está na casa dos 70 ou 80 anos, me convidou há 14 anos para uma dessas festas gigantes pós-Oscar. Eu já tinha ido em festas anteriores acompanhado, mas neste ano, em particular, eu estava solteiro e não é legal ir a essas festas sozinho porque o público em geral é de casais.

Ou, às vezes, as pessoas começam a dizer que você é gay.

Eu não ligo que as pessoas pensem que eu sou gay (risos). Só não gosto de ir sozinho a essas festas. Enfim, o Norby disse que me arrumaria uma acompanhante. E eu disse que não. Passaram-se uns dias e ele me ligou de novo, dizendo: “Que tal a Bo Derek?”. Eu respondi: “Aham”. Aí ele disse que tinha falado com ela e que ela gostaria de ir, me passou o telefone dela e mandou eu ligar.

Você era fã dela na época?

Eu sabia muito bem quem era Bo Derek. E ela é só quatro anos mais velha do que eu, então quando eu tinha 18, ela tinha 22, quando fez “Mulher Nota 10”. E eu tinha aquela imagem daquela mulher linda andando pela praia. E com o passar dos anos ela ficou cada vez mais bonita.

Quantos anos você tinha na época que a conheceu?

Eu estava com 40 anos.

E como um homem de 40 anos liga para uma mulher em uma situação dessas?

Ele [Norby] disse a ela que eu iria ligar, então eu tinha que ligar. Eu estava tranquilo com o fato de que ela me diria “não”, que aquilo era só uma piada, que diria que era muito gentil da minha parte, mas que não. Eu tinha acabado de terminar um relacionamento, não estava procurando ninguém, não estava a fim de ir àquela festa. Mas daí ela aceitou. E aí eu comecei a ficar preocupado, comecei a pensar na roupa que eu ia usar, essas coisas.

E por que você diz que vocês têm um “relacionamento de longa duração”, e não um casamento?

Bo foi casada por 30 anos com um homem mais velho do que ela. Ela já passou por isso antes e não é importante para ela. E nunca foi importante para mim, porque eu sempre soube que eu não teria uma família, que não seria pai. Então, ano após ano em que estamos juntos, nós nunca falamos disso. E agora não queremos mexer em time que está ganhando. De alguma forma isso parece ser mais importante para outras pessoas do que para a gente. Se um dia a Bo quiser se casar, não sou contra, caso numa boa. É até mais barato ser casado, na verdade. O governo dá um abatimento nos impostos, e tem o lance da herança. Seria mais inteligente sermos casados, mas a gente simplesmente não se importa.

“Casamento Grego 2” fala muito sobre se casar com a família da pessoa. Você já se divorciou de alguém porque não suportava a família?

Na verdade, eu sempre tive muita sorte em relação a isso. A família da Bo, o pai, a mãe e as irmãs, vivem muito perto da gente. E eu realmente gosto muito dos familiares da Bo.

Mas você já disse que não gosta das mulheres de seus amigos.

Não é que não goste, mas quando eu ligo para eles para chamar para sair e tomar uma cerveja, eu não quero que as mulheres deles venham junto. Não dá para falar de tudo que queremos quando elas estão por perto.

Divulgação

John Corbett e Sarah Jéssica Parker em cena do filme “Sex and The City 2”

Você já interpretou outros papeis de homens que se relacionam com mulheres complicadas. E o papel que te fez famoso no Brasil foi o Aidan Shaw, de “Sex and the City”. As pessoas ainda te relacionam ao Aidan?

Sim, sim. E as pessoas dizem o tempo todo que a Carrie Bradshaw [Sarah Jessica Parker] deveria ter ficado com Aidan ao invés de Mr. Big [Chris Noth]. Eu estava em Nova York gravando uma série por quatro meses, andando para lá e para cá, a cidade cheia de turistas de todo o mundo. Você precisava ver como era: “Aidan! Aidan!”. É super legal. Em Los Angeles todo mundo anda de carro, então não rola nada disso, mas em Nova York você anda na rua, no meio das pessoas. É muito divertido. E esses dias, numa festa do filme “Spotlight”, eu encontrei o Chris Noth e ele é amigo da Sharon Stone. Aí tiraram uma foto em que aparecemos eu, Bo, Chris e Sharon fazendo piada de que a Carrie perdeu nós dois para a Bo Derek e a Sharon Stone (risos).

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *