Jornal faz lista de piores reforços do Real com Kaká e contratações de Luxa

O jornal AS divulgou neste domingo uma lista das piores contratações do Real Madrid e sobrou para os brasileiros. Em sua edição online em inglês, o diário espanhol listou Kaká, Lucas Silva e dois reforços da era Luxa como as piores negociações do time merengue.

Kaká, que custou 67 milhões de euros e sofreu com lesões enquanto esteve em Madri, é o segundo na lista elaborada pelos espanhóis. O ex-são-paulino só perde para Jonathan Woodgate, inglês que chegou ao Bernabeu em 2004 com a expectativa de reforçar a zaga dos então “galácticos” e passou mais tempo no departamento médico do que em campo.

O outro jogador brasileiro na lista é Lucas Silva, oitavo colocado. Aposta do Real após dois títulos brasileiros no Cruzeiro, o volante chegou a ser titular em mata-mata de Liga dos Campeões, mas caiu de produção e foi emprestado ao Olympique de Marselha, onde também não está rendendo.

Além deles, dois reforços da era Luxa são citados pelo AS. O dinamarquês Thomas Gravesen foi a primeira contratação do brasileiro, que identificou a necessidade de um volante assim que assumiu o Real em 2005. Não deu certo. O investimento de 3 milhões de libras em um jogador de pouco talento não funcionou e ele ficou com a quarta colocação na lista do AS.

A segunda “herança” de Luxa presente na lista é o uruguaio Pablo Garcia. Parte de um pacote de contratações sul-americanas de Vanderlei, ele nunca se firmou e ficou marcado negativamente na memória da torcida. A atuação de Luxemburgo no mercado da bola europeu, diga-se, não foi só vexames. Foi com ele no comando, por exemplo, que o Real Madrid contratou Sergio Ramos, hoje ídolo e capitão do time – veja, no álbum no topo da página, todas as movimentações da era Luxa.

Confira, abaixo, a lista completa elaborada pelo AS:

1 – Jonathan Woodgate
2 – Kaká
3 – Royston Drenthe
4 – Thomas Gravesen
5 – Nuri Sahin
6 – Pablo Garcia
7 – Hamit Altintop
8 – Lucas Silva
9 – Asier Illaramendi
10 – Fabio Coentrão

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *