Massa acha que proteção no cockpit é feia, mas necessária para a F-1

  • Sergio Perez/Reuters

Felipe Massa se juntou a pilotos como Sebastian Vettel e Nico Rosberg e saiu em defesa da adoção da proteção no cockpit, que a Federação Internacional de Automobilismo planeja implementar a partir da temporada de 2017. Para o brasileiro, apesar do halo, conceito testado pela Ferrari semana passada e que até agora tem a preferência para ser adotado, não ser visualmente atraente, trata-se de algo necessário para aumentar a segurança da Fórmula 1.

Getty Images

“Não era muito bonito”, admitiu Massa. “Mas a segurança é o mais importante e eu concordo totalmente com o halo ou talvez com o fechamento total do cockpit. Concordo com esta mudança. Honestamente, não ficou muito bom, mas veremos como vai ser. Se for pela segurança, tudo bem.”

Um dos acidentes que abriram a discussão sobre a necessidade de fechar o cockpit aconteceu justamente com Massa, na classificação para o GP da Hungria de 2009, quando um pedaço do carro do compatriota Rubens Barrichello se soltou e atingiu a cabeça do brasileiro em cheio.

Apesar de ter o apoio oficial da associação dos pilotos da F-1, o halo sofreu duras críticas de nomes como Lewis Hamilton e Nico Hulkenberg após sua primeira aparição na pista, durante os testes da pré-temporada.

A definição sobre a adoção do aparato deverá acontecer até o final de abril, de acordo com a FIA.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *