Últimas

Mercedes está escondendo o jogo e vai dominar F-1, defende chefe da Renault

Os testes de pré-temporada foram dominados pelos pilotos da Ferrari, mas é a Mercedes que deve começar o campeonato na frente. É o que acredita Remi Taffin, chefe de motores da Renault. Para o francês, os atuais bicampeões do mundo ainda não mostraram tudo o que podem fazer.

“Sinceramente é difícil se comparar com a Mercedes. Eles estão escondendo o jogo e vão mostrá-lo quando chegarmos no Q3… em Silverstone!”, disse Taffin, referindo-se ao GP da Inglaterra, que será realizado em julho.

O dirigente afirmou que a Renault já tem um plano de desenvolvimento para seu motor ao longo do ano, ainda que tenha de respeitar o uso de 32 fichas de desenvolvimento na soma de todas as homologações feitas ao longo de 2016, incluindo a especificação com que a própria equipe Renault e a cliente Red Bull usarão na primeira etapa, na Austrália, dia 20 de março.

“Acredito que estejamos mais perto deles”, disse Taffin. “Dependendo de como formos neste ano e dos passos que conseguirmos dar, acho que o objetivo ainda é, no começo de 2017, estar lutando com eles se conseguirmos fazer um carro bom.”

A meta de um grande salto em 2017 tem a ver com a nova regra que começará a valer na próxima temporada. A partir de então, os motores poderão ser alterados sem qualquer tipo de limite, diferentemente do que vem acontecendo até agora.

“O programa está montado. Sabemos quando queremos introduzir a nova especificação. Depois, estaremos de olho em 2017 também. Há muitas coisas que queríamos mudar no motor, e vamos mudar tudo de uma só vez.”

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *