Últimas

Morre nos EUA dissidente soviético Aleksandr Esenin-Volpin

Moscou, 16 mar (EFE).- Aleksandr Esenin-Volpin, um destacado dissidente soviético, morreu ontem Boston, Estados Unidos, aos 91 anos, informaram seus familiares em Moscou nesta quarta-feira.

Filho do grande poeta russo Sergei Esenin e da tradutora e poetisa Nadezhda Volpin, Aleksandr, matemático de formação, foi internado em um hospital psiquiátrico em 1949, quando tinha 25 anos, por escrever poesias antissoviéticas, e depois foi deportado a Kaliningrado (antiga Königsberg).

Em 1954, após a morte do ditador soviético Josef Stalin, foi anistiado, mas cinco anos mais tarde Esenin-Volpin foi internado novamente em um psiquiátrico.

Foi um dos organizadores da primeira manifestação pública de protesto na União Soviética, o comício pela “glasnost” (transparência) realizado na praça Pushkin, em Moscou, em 5 de dezembro de 1965, que marcou o começo do movimento dissidente soviético.

Em 1968, Esenin-Volpin voltou a ser internado em um hospital psiquiátrico. Três anos mais tarde, pressionado pelas autoridades soviéticas, emigrou para os Estados Unidos.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *