Últimas

Mostra no IMS-Rio exibe filmes sobre histórias familiares das diretoras

Sete filmes que envolvem histórias familiares das diretoras serão exibidos na mostra Retratos de Família, a partir desta quinta-feira (10), no IMS (Instituto Moreira Salles), do Rio de Janeiro.

A programação conta com cinco com histórias marcadas pela história política de seu país. Entre eles estão “Elena”, de Petra Costa, “Os Dias com Ele”, de Maria Clara Escobar, “Uma Longa Viagem”, de Lúcia Murat, “Tempo Suspenso”, de Natalia Bruschtein e “‘Diário de uma Busca”, de Flavia Castro.

A diretora Maria Clara Escobar, de “Os Dias com Ele”, participa de um debate após a exibição do filme no sábado (12). O filme foi vencedor da Mostra de Cinema de Tiradentes, em 2013.

No documentário “Elena”, Petra Costa remonta sua própria história com a irmã, a atriz Elena Andrade, que morreu em 1990 após tentar carreira nos Estados Unidos. Com uma narração em tom de carta para a irmã, Petra traz sua própria versão e a da mãe para relembrar a jovem, que tinha apenas 20 anos ao morrer em Nova York. O longa foi o vencedor do principal prêmio de sua categoria no Festival de Brasília de 2012.

“Uma Longa Viagem”, da diretora Lúcia Murat, retrata a história de três irmãos que chegam à adolescência no período mais sombrio da ditadura militar. Para que o mais jovem dos irmãos não entre na luta armada, como os mais velhos, a família o envia a uma viagem pelo exterior. O filme, com Caio Blat no elenco, venceu os prêmios de melhor filme, melhor ator e melhor direção de arte no Festival de Gramado.

Veja a programação da mostra:

10 de março
16h Uma longa viagem, de Lúcia Murat (Brasil, 2011. 95′, 14 anos)
20h Diário de uma Busca, de Flavia Castro (Brasil, 2011. 111′, 10 anos)

11 de março
16h Elena, de Petra Costa (Brasil, 2012. 82′, 12 anos)
20h Um passaporte húngaro, de Sandra Kogut (Brasil/França/Bélgica/Hungria, 2001. 72′, Livre)

12 de março
16h Os Dias com Ele, de Maria Clara Escobar (Brasil, 2013. 105′, 12 anos)
+ Debate com a diretora após a sessão

20h [SESSÃO DUPLA: Tempo suspenso e Memória oculta] 
Tempo suspenso (Tiempo suspendido), de Natalia Bruschtein (México, 2015. 64′)
Memória oculta (Memoria oculta), de Eva Villaseñor (México, 2014. 60′)

13 de março
16h
Diário de uma busca, de Flavia Castro (Brasil, 2011. 111′, 10 anos)
20h Uma longa viagem, de Lúcia Murat (Brasil, 2011. 95′, 14 anos)

15 de março
16h
Um passaporte húngaro, de Sandra Kogut (Brasil/França/Bélgica/Hungria, 2001. 72′, Livre)
20h [SESSÃO DUPLA: Tempo suspenso e Memória oculta]Tempo suspenso (Tiempo suspendido), de Natalia Bruschtein (México, 2015. 64′)
Memória oculta (Memoria oculta), de Eva Villaseñor (México, 2014. 60′) 

Serviço
Mostra Retratos de família
Quando: De 10 a 15 de março de 2016
Onde: Instituto Moreira Salles – Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea
Quanto: R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia)
Ingressos disponíveis também em www.ingresso.com
Mais informações: 21 3284 7400 / www.ims.com.br

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *