Últimas

Mulher dá chute em homem e mostra demais no "DNA do Ratinho" ao vivo

Uma mulher identificada apenas como Dayana partiu para a agressão e deu um chute em um homem durante o “Teste do DNA”, quadro exibido nesta quarta-feira (24) pelo “Programa do Ratinho”, do SBT. A moça foi contida por três seguranças da emissora, mas, na confusão, e com vestido à altura do joelho, acabou mostrando demais em rede nacional.

  • 49272
  • true
  • http://tvefamosos.uol.com.br/enquetes/2016/03/24/voce-acha-que-o-quadro-dna-no-programa-do-ratinho-incita-a-violencia.js

“Segura aí, gente”, gritou Ratinho. “A magrinha é um capeta”, completou o apresentador, em seguida. A atração não especificou o grau de parentesco entre a moça e o casal que pediu o teste de DNA. Os dois homens –o ex e o atual– também saíram nos tapas durante o programa.

Sucesso de audiência, o quadro foi exibido pelo SBT ao vivo –e na quarta-feira– pela primeira vez com o objetivo de barrar o crescimento de Gugu Liberato, na Record.

Nascido em Águas de Lindoia (SP), Carlos Massa ficou conhecido no Brasil após se tornar apresentador de programas policiais na televisão, com o apelido de Ratinho, primeiro na rede CNT no começo da década de 1990, depois na Record e no SBT. É apresentador na emissora de Silvio Santos há mais de uma década.

Apelidado nos anos 90 como o “rei da baixaria na televisão”, Ratinho adotou o formato de um programa mais “light” a partir de meados dos anos 2000, após críticas da imprensa especializada.

Em 2010, o empresário e apresentador afirmou em entrevista ao UOL que “antigamente, a gente perdia muitos patrocinadores por causa das críticas”.

Apesar da baixaria – com exames de DNA e muita pancadaria -, a atração conseguia liderar o Ibope depois que acabava a novela das oito da TV Globo. “Prefiro ter uma audiência menor, mas manter os patrocinadores. Sem anunciantes, o programa sai do ar”, explicou ele, na ocasião.

Além da carreira na televisão, Ratinho é dono de um grupo de empresas, que lhe conferiram uma das maiores fortunas da TV brasileira. Ele também foi vereador em Jandaia do Sul (PR) e Curitiba entre as décadas de 1970 e 1980.

Repercussão

A hashtag “DNA” chegou a um dos termos mais usados nas redes sociais nesta quarta-feira. Muitos internautas se divertiram com a pancadaria e com o quebra-pau transmitida pela televisão; outros, no entanto, avalariam que o quadro é uma “incitação a violência”.

Em seu perfil no Twitter, Fernando Pelégio, diretor de Planejamento Artístico e Criação do SBT, acompanhou o “DNA” em tempo real e comemorou a suposta vice-liderança no Ibope. “O Ratinho é um gênio”, disse ele.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *