Mutirão de limpeza no rio São Francisco encerra Semana da Água promovida pela Codevasf e IMA/AL

Um mutirão de limpeza na orla do rio São Francisco em Penedo (AL) realizado nesta terça-feira, 22 de março, Dia Mundial da Água, encerrou a programação da Semana da Água promovida pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e pelo Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA/AL) no estado. O encerramento contou ainda com ações educativas de combate ao mosquito Aedes aegypti e de monitoramento da qualidade da água do rio.

“Durante trinta minutos, ao longo da margem histórica do sítio histórico de Penedo, foram coletados aproximadamente 83 quilos de resíduos sólidos, sendo mais de um quarto composto por plásticos. Se a gente pensar que o principal lazer de Penedo e cidades vizinhas é o rio São Francisco, já podemos imaginar uma perda de balneabilidade, da beleza cênica, e começamos a disputar espaço do rio com os resíduos sólidos. Associado a isso, temos a perda da qualidade da água. Esperamos que essa ação não resolva, mas que chame a atenção do poder público, da sociedade, de todos”, destacou o professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) Cláudio Sampaio, que coordenou o mutirão.

A estudante do curso Técnico em Meio Ambiente do Instituto Federal de Alagoas (Ifal) Carine Santos participou das últimas atividades da Semana da Água e mostra qual é o papel de cada um na preservação da qualidade da água. “Essa ação foi muito próspera, pois conseguimos limpar boa parte do rio e também mobilizar muitas pessoas. Eu espero que possamos conscientizar toda a população para que não joguem lixo nas margens e dentro do próprio rio. Ao retirar esse lixo, melhoramos aspectos como a turbidez e o pH da água que favorece bastante a qualidade da água”, afirmou.

Outra atividade que integrou o último dia da Semana da Água foi o monitoramento da qualidade da água do rio São Francisco, que foi coordenado pela professora da Ufal Taciana Kramer. De acordo com ela, a iniciativa integra um projeto nacional de monitoramento que agora está sendo executado também em Alagoas.

“Essa ação integra o projeto Observando os Rios da Fundação SOS Mata Atlântica.  O resultado dessa análise representa mais uma ação para sensibilizar as pessoas da importância de cuidar da qualidade das águas. Os parâmetros encontrados aqui não foram tão ruins. A turbidez da água foi baixa, o pH foi quase neutro, pouca concentração de fosfato, que está relacionado a uso de detergente e esgoto doméstico. Mas o que sempre vem dando alto é coliformes fecais, que está associado a esgoto doméstico”, revelou.

Numa tenda montada na praça 12 de Abril, técnicos da Secretaria Municipal de Saúde e da Santa Casa de Misericórdia de Penedo orientavam a população sobre o combate ao Aedes aegypti, como, por exemplo, a montagem de uma armadilha para capturar o mosquito.

Semana da água

As atividades comemorativas ao Dia Mundial da Água tiveram início em 15 de março com um ciclo de palestras realizado nos campi Penedo do Ifal e da Ufal, que abordaram o combate ao mosquito Aedes aegypti. No sábado (19), a programação foi realiza no porto das balsas de Penedo, sendo finalizada com um peixamento realizado pela Codevasf que inseriu espécies nativas da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco com a participação do público que prestigiava as atividades da Semana da Água.

Também foi realizado um passeio ciclístico pela APA da Marituba do Peixe, conhecida como “Pantanal Alagoano”, no domingo (20). Durante o passeio, os participantes conscientizaram a população sobre como combater o Aedes aegypti e realizaram o plantio de árvores de espécies nativas.

Na segunda-feira (21), a programação foi realizada em Arapiraca (AL) e contou com palestras para estudantes no Planetário da cidade, que fica localizado no lago da Perucaba e que recebeu um peixamento promovido pela Codevasf para repovoação deste importante recurso hídrico da chamada “capital do agreste alagoano”.

O chefe da Unidade Regional de Meio Ambiente da Codevasf em Alagoas, o engenheiro agrônomo Pedro Melo, destacou que a expressiva participação na Semana da Água demostra que há uma grande preocupação da sociedade com esse recurso natural.

“Tivemos uma grande participação nos eventos. As palestras foram muito esclarecedoras. Fizemos o peixamento no sábado, que foi bastante positivo e com participação popular. O passeio ciclístico também foi um sucesso, pois mobilizamos a comunidade e os ciclistas da região. Todos puderam conhecer a APA da Marituba. Plantamos árvores e discutimos problemas ambientais, como a questão da água. Hoje encontramos muito lixo. Foi um sucesso como evento, mas um sucesso triste pela quantidade de lixo que encontramos numa pequena área simbólica de limpeza”, pontuou.

Para o superintendente regional da Codevasf em Alagoas, o engenheiro agrônomo Luciano Chagas, o governo federal, por meio da Companhia, realiza uma série de investimentos para garantir em quantidade e qualidade o acesso a água.

“A água é um dos principais recursos naturais para a vida no planeta. É com ela que essencialmente produzimos nosso alimento e fazemos a manutenção da vida humana. Daí a importância e relevância social do trabalho da Codevasf e, em especial, das ações do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. Com fortes investimentos do governo federal, por meio da Codevasf, estamos revertendo anos de degradação ambiental e de uma convivência sem entender que preservando os recursos hídricos, estamos promovendo não somente a vida humana, mas toda a biodiversidade desse planeta água”, disse.

 

Bruno Santos – Jornalista Mte 759/AL

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *