Nove migrantes morrerm e cerca de 600 são resgatados em frente à costa líbia

Nove migrantes morreram afogados e outros 600 foram resgatados em águas líbias quando tentavam chegar às costas europeias, anunciaram neste domingo as autoridades líbias.”Nove migrantes morreram quando sua embarcação afundou. Seus corpos foram recuperados e transferidos aos serviços médicos de perícia”, informou à AFP Malek Mesit, porta-voz do Crescente Vermelho líbio.

As nove vítimas “estavam entre centenas de migrantes a bordo das precárias embarcações nas costas de Zawia (45 km a oeste de Trípoli) que foram resgatados pelos guarda-costas no sábado”, completou.

“Durante toda o dia de ontem (sábado), os guarda-costas resgataram centenas de migrantes que iam em quatro embarcações precárias frente a Zawia”, informou à AFP o coronel Ayub Qasem, porta-voz da marinha dependente do governo não reconhecido pela comunidade internacional, instalado em Trípoli.

Segundo Qasem, “586 pessoas, entre elas 60 mulheres e 11 crianças, a maioria de nacionalidades africanas e asiáticas, em especial sudaneses e bangladeshianos”, foram trasportadas para a terra. “Uma debandada ocorreu em um das embarcações, a qual emborcou”, explicou.

Este acidente ocorre dois dias depois do resgate de 187 migrantes e da morte de quatro pessoas no incêndio de uma das embarcações.

Na Líbia, o caos reina desde a queda de Muamar Kadhafi, em 2011, e as redes de traficantes de pessoas organizam a travessia até a Itália em função das condições meteorológicas.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *