Operadora de telefonia do Google está aberta para todos nos EUA

O Google abriu nesta segunda-feira, 7, o seu serviço de operadora de celular para qualquer um que queira experimentá-lo, desde que tenha um celular compatível (entenda-se um Nexus 6, 5X ou 6P). O Project Fi foi lançado no ano passado, mas quem quisesse usar o serviço precisava de um convite.

A operadora de baixo custo, por enquanto está disponível somente nos Estados Unidos, e depende de uma combinação das redes das empresas T-Mobile e Sprint para funcionar. Além de baratear o preço para o consumidor, o método permite oferecer um sinal melhor e velocidades de dados mais rápidas.

“Nós lançamos o Project Fi como um programa de acesso antecipado disponível apenas via convite para ter certeza de que poderíamos oferecer um serviço da melhor qualidade aos nossos primeiros clientes”, informa o diretor de produto do Projeto, Simon Arscott, no blog da companhia. “Hoje, estamos animados em encerrar o modelo de acesso apenas via convite e abrimos o Project Fi para que pessoas ao longo dos Estados Unidos possam contratar o nosso serviço sem ter que esperar na fila por um convite”.

Os usuários podem usar o serviço em viagens internacionais pagando os mesmos valores, sendo oferecido suporte para 120 países, entre eles o Brasil; além de contar com controle preciso do consumo do pacote de dados, conectividade compartilhada com outros dispositivos sem cobranças extras, serviço de conexão automática e segura a redes Wi-Fi públicas e uma equipe de suporte disponível 24 horas todos os dias da semana.

Para convencer os consumidores a trocarem de operadora, o Google está vendendo o Nexus 5X por US$ 199 para quem ativá-lo com uma conta do Project Fi. Já o plano da operadora é de US$ 20 mensal com direito a SMS e ligações ilimitadas para dentro dos Estados Unidos, SMS internacional ilimitado, possibilidade de usar o smartphone como ponto de acesso Wi-Fi e internet móvel com preço fixo de US$ 10 por gigabyte utilizado. O cliente paga somente a quantidade que usar, por exemplo, se usar 500 MB por mês, ele paga apenas US$ 5.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *