Últimas

Pacientes e acompanhantes denunciam falta de materiais no HGE

Sesau diz que tem atuado de forma emergencial e aguarda aprovação do orçamento 2016

 

O CadaMinuto recebeu, nesta quinta-feira (03), denúncias de que materiais básicos, como soro e gaze, estavam em falta no Hospital Geral do Estado (HGE), prejudicando assim alguns atendimentos na unidade. A direção do hospital alegou que tem trabalhado e comprado de forma emergencial e que aguarda a aprovação do Orçamento do Governo do Estado para este ano.

De acordo com os denunciantes, a falta de soro fisiológico e gaze tem prejudicado atendimentos dos mais simples até os mais complexos. Alguns acompanhantes de internos ameaçaram inclusive, fazer um protesto na unidade.

O problema da falta de materiais no HGE já é antigo. No início deste ano, a secretária de Estado da saúde, Rosângela Wyszomirska, afirmou que os pagamentos de fornecedores estão em dia. Apenas um problema com relação à gestão passada, impede a chegada de alguns medicamentos e materiais básicos na unidade. No entanto, compras emergenciais e de produtos similares estão sendo realizadas para atender a demanda.

Diante da denúncia, o CadaMinuto procurou a direção da unidade hospitalar, que através de nota da Secretaria de Estado da Saúde (SESAU), explica a  real situação.

Em trecho do comunicado, a “Superintendência Administrativa da Sesau, esclarece que enquanto aguarda a aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2016 está atuando de forma emergencial para que o abastecimento de insumos, alimentos, correlatos e alimentos não sofra solução de continuidade nas unidades de saúde estaduais”.

CONFIRA A NOTA

 

Por Cadaminuto

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *