Últimas

Paraguaios marcam, e Corinthians vence a Ponte Preta na Arena

Era uma noite atípica, meio fajuta, “paraguaia”, como se diz popular e preconceituosamente. Corinthians jogando mal, cometendo erros defensivos e perdendo dois pênaltis, Ponte Preta de uniforme azul e amarelo, Arena com persos espaços vazios nas arquibancadas e seu pior público da história… Mas algumas coisas parecem não mudar. Uma delas é a grande fase do paraguaio Romero, artilheiro do Timão na temporada, que marcou seu sétimo gol em 2016. Outra é a “tradição” da equipe de Tite de fazer gol nos minutos finais. Nesta quarta, contudo, foi um pouco mais cedo. Aos 38, o também paraguaio Balbuena balançou as redes e garantiu a vitória por 2 a 1.

Tão inusitada quanto alguns dos acontecimentos nesta quarta em Itaquera é a situação da Ponte Preta no Paulistão. Com 17 pontos, o time de Campinas briga para se classificar para o mata-mata do Estadual, mas também corre risco de cair. Já o Corinthians chegou a 32 pontos e garantiu a liderança geral da competição nesta primeira fase.

Com um time nada comum, repleto de reservas – já de olho no clássico contra o Palmeiras no domingo – o Timão teve dificuldades para criar no primeiro tempo. Com Danilo e Alan Mineiro apagadíssimos e Willians com dificuldades na saída de bola, Rodriguinho ficou sobrecarregado para ligar a defesa e o ataque. Mesmo assim, conseguiu cavar um pênalti, desperdiçado por Luciano.

De contrato novo e com a sombra de Elias, já recuperado de lesão, o meia brilhou novamente minutos depois, e com um grande passe começou a jogada concluída com uma bomba por Romero, no ângulo.

A alegria corintiana durou pouco. Quatro minutos depois Felipe Azevedo empatou, após vacilos de Balbuena, que perdeu pidida dentro da área, e Cássio, que espalmou para o centro da área.

Percebendo que o time não reagia, Tite mexeu. Colocou Maycon e na sequência os titulares Giovanni Augusto e André.

Aos poucos, as coisas foram voltando ao normal… O Corinthians pressionou, voltou a trocar passes em velocidade, mandou bola na trave com Vilson e desempatou com Balbuena.

Aos 45 minutos do segundo tempo, para deixar a noite ainda mais inusitada, Romero errou mais uma penalidade. Nada, entretanto, que evitasse mais uma vitória corintiana. Algo cada vez mais corriqueiro em 2016…

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 X 1 PONTE PRETA

Data-Hora: 30/3/2016 – 21h45 (horário de Brasília)

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)

Árbitro: Alessandro Darcie

Assistentes: Mauro André de Freitas e Gustavo Rodrigues de Oliveira

Público-Renda: 22.029 pagantes / R$ 1.023.757,50

Cartões amarelos: Edílson, Vilson e Romero (COR), Jonas, Reinaldo, Welington Paulista, Fábio Ferreira e Felipe Azevedo (PON)

Gols: Romero 26′ 1ºT (1-0); Felipe Azevedo 30′ 1ºT (1-1); Balbuena 37′ 2ºT (2-1)

CORINTHIANS : Cássio; Edilson, Vilson, Balbuena e Guilherme Arana; Willians; Romero, Rodriguinho, Alan Mineiro (Maycon – intervalo) e Danilo (Giovanni Augusto 29′ 2ºT); Luciano (André 19′ 2ºT). Técnico: Tite

PONTE PRETA: João Carlos; Jeferson, Douglas Groli, Fábio Ferreira e Reinaldo; Jonas (Renato – intervalo), João Vitor, Clayson (Nino Paraíba 16′ 2ºT) e Ravanelli (Cristian 30′ 2ºT); Felipe Azevedo e Wellington Paulista. Técnico: Alexandre Gallo

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *