Pós-graduação: saiba a diferença entre mestrados, especialização e MBA

Formação acadêmica ou específica para o mercado de trabalho? Seja ao terminar uma faculdade ou depois de alguns anos trabalhando é difícil encontrar quem nunca teve essa dúvida ao pensar no tipo de pós-graduação ideal para carreira.

Especializações, mestrados acadêmicos, doutorados, mestrados profissionais e MBA (Master of Business Administration, em inglês) estão dentro do mesmo “pacote” da pós. Por isso, antes de investir seu tempo – e dinheiro em alguns casos – é importante entender bem qual a finalidade de cada modalidade.

O ponto de partida é compreender que no Brasil as formações fazem parte de duas divisões: Lato Sensu (sentido amplo) e Stricto Sensu (sentido mais restrito). A primeira engloba os cursos de especialização e MBA, regulados pela Sesu (Secretaria de Educação Superior). Já a segunda integra os mestrados e doutorado, avaliado pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). 

Especialização

shutterstock

Os cursos são voltados para a atualização de conhecimentos em áreas específicas do mercado de trabalho. Por isso, a especialização é uma boa para quem quer se aprofundar no segmento em que trabalha ou quem quer mudar de carreira – #partiuespecialização?

Vale lembrar que pelo menos 50% dos professores do corpo docente devem ter título de mestre ou de doutor. Os demais devem possuir, no mínimo, diplomas de especialização. A duração mínima é de 360 horas. 

Existe um portal do MEC (Ministério da Educação) que oferece informações sobre as instituições de ensino superior credenciadas e os cursos autorizados: http://emec.mec.gov.br

MBA

iStock

São cursos de especialização na área de administração voltados para a prática profissional. Se você já está no mercado de trabalho há algum tempo, pode ser um bom investimento – já que em geral são cursos pagos. 

A regra também é que pelo menos 50% dos professores do corpo docente devem ter título de mestre ou de doutor. Os demais devem possuir, no mínimo, diplomas de especializações. A duração é de no mínimo de 360 horas.

No MBA, o mundo corporativo é o centro da formação. Por isso, #omercadoquetesegure rsrs

Mestrado profissional

Divulgação/Buena Vista Pictures

A modalidade tem foco no ensino e na pesquisa, mas o viés é menos teórico do que no mestrado acadêmico. O objetivo é imergir o pós-graduando no universo das pesquisas.

Recomenda-se que o curso não seja feito logo após a conclusão da graduação. O ideal é que o estudante tenha maturidade profissional para aproveitar melhor a formação, segundo a Capes. A duração varia entre 12 e 24 meses.

No fim do curso, o aluno pode continuar como pesquisador ou atuar no mercado tendo uma visão “mais científica” #querosermestreprofissional.

Mestrado Acadêmico

istockphoto

O objetivo é formar pesquisadores e/ou professores. Se você deseja trabalhar com ensino ou pesquisas, o mestrado é a formação ideal. Logo, #borasermestre?

Os mestrandos são avaliados por meio de dissertações, que apresentam estudos aprofundados sobre um tema existente. Ao ser aprovado (a), recebe a titulação de mestre.

A Capes disponibiliza um sistema em que você pode pesquisar linhas de pesquisa, docentes, projetos existentes, entre outras coisas: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/index.jsf

Doutorado

Shutterstock

Professores e/ou pesquisadores têm no doutorado a possibilidade de melhorar ainda mais o currículo. A sequência mais comum é o aluno que se tornou mestre seguir nos estudos e concluir a modalidade. No entanto, é possível que uma pessoa “pule” de nível e se torne doutor sem ter sido mestre. Basta que ela tenha tido um excelente desempenho acadêmico e o professor (a), que irá orientar a pesquisa, aceite.

Muitas universidades exigem que seus professores sejam doutores nas suas áreas de atuação. Por isso, #mãevouserdoutor(a) rsrs. 

*Fontes consultadas: Páginas oficiais do MEC (Ministério da Educação) e da Capes

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *