Pouca gente chega despreparada, diz Ana Paula

Vinícius de Melo | entretenimento@band.com.br

Os participantes do MasterChef Brasil chegam cada vez mais preparados para competir por uma vaga na cozinha mais famosa do país. Pelo menos é esta a análise que a apresentadora Ana Paula Padrão faz em relação às três temporadas do programa.

“A cada edição, eles estão melhores. Na primeira edição, os jurados não conseguiam usar os termos técnicos para falar com os participantes, ou se referir aos molhos pelos nomes corretos, ou se referir à maneira de cocção pelo nome culinário. Agora eles já conseguem fazer”, explica Ana Paula.

“Com os ingredientes, é a mesma coisa. Muitas vezes os participantes entravam no mercado, na primeira edição, e não conseguiam diferenciar uma coisa da outra que eles queriam usar. Porque ali, naquela parede verde de vegetais, tudo fica mais ou menos igual”, completou.

“Agora eles não precisam mais desse tipo de ajuda. Eles sabem o que estão cozinhando. Aquela banca de especiarias e pimentas também era uma incógnita na primeira temporada. Hoje, você não precisa mais explicar o que é garam massala [mistura de especiarias moídas]. Eles também fazem uma diferenciação entre as pimentas que é super bacana. O nível fica cada vez mais alto, não tem jeito. Pouca gente chega despreparada para as audições”, finalizou.

Assista um trecho do programa:
 

Participantes do MasterChef vieram de 10 estados para audições
“É algo que me toca muito”, diz Paola de carinho dos brasileiros
“A cozinha é um trabalho muito braçal”, afirma Henrique Fogaça

Veja as fotos do segundo episódio do MasterChef:

Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin estão ainda mais exigentes

Fonte: Band.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *