Presidente turco condena atentado em cidade de maioria curda

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, em Ancara, no dia 23 de março de 2016. Foto: Kayhan Ozer/Turkish Presidential Press Office/AFP
O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, em Ancara, no dia 23 de março de 2016. Foto: Kayhan Ozer/Turkish Presidential Press Office/AFP

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan pediu o apoio da Europa a sua campanha contra os separatistas curdos e condenou o atentado registrado nesta quinta-feira na cidade de Diyarkabir, de maioria curda.

“Infelizmente, perdemos membros das forças de segurança, que morreram”, declarou o presidente que se encontra em Washington.

“Não podemos mais tolerar isso. Espero que os países europeus e outros países possam ver a verdadeira face dos terroristas nesses ataques”, acrescentou.

Segundo as primeiras informações, seis policiais morreram e 23 pessoas ficaram feridas, incluindo agentes que se encontram em estado grave, na explosão nesta quinta-feira de um carro-bomba em uma estação rodoviária da cidade turca de Diyarkabir, de maioria curda, informou uma fonte de segurança.

O balanço posteriormente aumentou para 7 mortos.

O veículo carregado de explosivos foi acionado na passagem de um carro policial. Dos 23 feridos, oito são policiais.

O ataque aconteceu na véspera de uma visita do primeiro-ministro  Ahmet Davutoglu à cidade.

A Turquia vive há várias semanas em estado de urgência permanente por causa dos contínuos ataques e atentados atribuídos aos jihadistas ou relacionados com a retomada do conflito curdo.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *