Últimas

Pupilo no Barça, Stoichkov lamenta morte de Cruyff: "Momento muito triste"

Redação Central, 24 mar (EFE).- Um dos craques do time do Barcelona que ficou conhecido como ‘Dream Team’ no começo da década de 90 e era treinado por Johan Cruyff, o búlgaro Hristo Stoichkov lamentou nesta quinta-feira a morte do técnico e destacou a importância que o ídolo teve em sua carreira e em sua vida de uma forma geral.

“Não há palavras para descrever Cruyff. É um momento muito triste para mim, já que se trata de uma pessoa muito próxima, um amigo, um treinador e um mentor de tudo que consegui. Sempre será lembrado por mim e pela minha família pela preocupação que tinha conosco”, disse o ídolo búlgaro em entrevista à emissora espanhola “Cope”.

Stoichkov vê o holandês como a pessoa mais importante da história do futebol por tudo que fez pelos jovens na Holanda e em Barcelona pelos vários anos de muito sucesso no clube catalão.

“Tem de ser muito imbecil para não estar emocionado neste momento. Cruyff se preocupava com tudo, queria sempre o máximo dos jogadores e que cada um estivesse desfrutando ao máximo durante as partidas”, relatou

Stoichkov chegou ao Barcelona em 1990 contratado junto ao CSKA Sofia a pedido do treinador holandês. Ficou até 1995 e voltou um ano depois, após uma curta passagem pelo Parma. “Ele me tirou da Bulgária muito jovem e me deu a responsabilidade de passar esses anos no Barcelona, e acredito que as palavras ‘Dream Team’ saíram dele e ficarão para a história”, encerrou.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *