Real Madrid toma sufoco, mas vence Roma de novo e avança na Liga dos Campeões

Madri, 8 mar (EFE).- O Real Madrid voltou a não jogar bem contra a Roma, mas repetiu nesta terça-feira o placar de 2 a 0 imposto duas semanas atrás, agora no estádio Santiago Bernabéu, garantindo assim classificação para as quartas de final da Liga dos Campeões da Europa.

Assim como aconteceu no duelo de ida, no Estádio Olímpico da capital italiana, os gols saíram apenas no segundo tempo. O atacante português Cristiano Ronaldo abriu o placar, aos 19 minutos, e chegou a 13 gols no topo da artilharia da competição, abrindo seis de vantagem para o segundo colocado na disputa, o polonês Robert Lewandowski, do Bayern de Munique.

Pouco depois, aos 23, o meia colombiano James Rodríguez balançou a rede e fechou a conta, que poderia ter tido números diferentes se não fosse a má pontaria do bósnio Edin Dzeko e do egípcio Mohamed Salah. O primeiro teve uma chance clara, e o segundo desperdiçou duas oportunidades.

Outro protagonista da partida foi o goleiro costarriquenho Keylor Navas, com, pelo menos, três grandes defesas no segundo tempo que ajudaram a selar a classificação do Real Madrid, apesar da pressão que a Roma conseguiu exercer durante boa parte dos 90 minutos.

Classificado, com placar agregado de 4 a 0, o time comandado pelo francês Zinedine Zidane, que fez seu primeiro jogo de Liga dos Campeões como técnico no Santiago Bernabéu, conhecerá o próximo rival no próximo dia 18 em sorteio na sede da Uefa, em Nyon, na Suíça.

A nova vitória desta terça-feira ainda permitiu com que o time espanhol encerrasse uma série de quatro eliminações diante de adversários da Itália. A última vez que o dez vezes campeão europeu havia levado superado equipe do país tetracampeão do mundo foi em 1998, na final contra a Juventus.

Para o jogo desta terça-feira, os dois técnicos trouxeram algumas novidades, a começar pela presença de Danilo e Pepe na defesa do Real Madrid, substituindo Dani Carvajal e Raphael Varane. Além disso, Casemiro ganhou a posição de Isco devido à opção de Zidane por um meio de campo mais sólido. Outro brasileiro do Real, Marcelo também começou jogando.

Na equipe italiana, o técnico Luciano Spalletti apostou em uma formação extremamente ofensiva, com o meia-atacante Diego Perotti sendo recuado para ocupar o lugar do volante Radja Nainggolan, que se recupera de problema muscular. Com isso, o centroavante Edin Dzeko foi escalado no comando ofensivo. Único brasileiro relacionado na Roma, Maicon entrou nos minutos finais.

Logo nos primeiros minutos, ficou claro que os visitantes buscariam fazer pressão, e os anfitriões apostariam no explosivo contra-ataque. Aos 7, em jogada de alta velocidade pela esquerda, Bale ajeitou para dentro da área e achou Marcelo, que bateu cruzado, à esquerdo do gol de Szcsesny.

Querendo marcar logo no começo, o que, praticamente, garantiria a classificação, o Real Madrid seguiu se mostrando perigoso. No minuto seguinte ao lance do brasileiro, Kroos arriscou de fora da área, bateu no cantinho, mas parou na defesa do goleiro polonês da Roma.

A primeira grande chance da equipe da capital italiana veio aos 13 minutos, quando Salah disparou pela direita, rolou para o meio da área em direção a El Shaarawy, que fez corta-luz para deixar Dzeko na cara do gol. O bósnio, no entanto, bateu para fora, à direita de Navas.

A Roma seguiu insistindo, mas sofrendo com erros dos homens mais avançados. Aos 24, Salah recebeu na entrada da área, não viu Florenzi livre e perdeu a bola, para desespero do companheiro. Três minutos depois, o egípcio recebeu na direita livre, mas finalizou mal, à esquerda do gol do time da casa.

A resposta ‘blanca’ veio aos 31 minutos, quando Cristiano Ronaldo recebeu na esquerda, cortou para o meio, entrando na área e soltou a bomba, em bola muito venenosa, que resultou em defesa de Szcsesny. Dois minutos depois, o polonês voltou a português, em bola enfiada na área, que teve ágil interceptação do goleiro.

Equilibrado e muito tenso, o confronto teve mais um lance de perigo aos 41 minutos, quando Perotti acionou Salah na entrada da área, o egípcio bateu de primeira, mas não conseguiu colocar força na bola, facilitando assim o trabalho de Navas, que fez a defesa.

Depois do intervalo, a Roma voltou enfraquecida, sem seu principal articulador, Pjanic, que levou pancada na primeira etapa. No lugar do bósnio, entrou o volante Vainqueur. Sentindo o peso da mudança do adversário, o Real foi para cima e quase abriu o placar com o Marcelo logo aos 4 minutos.

Aos 6, Salah voltou a perder uma oportunidade clara de gol, quando recebeu sozinho na intermediária, disparou e, depois de ter tempo para pensar no que fazer, acabou colocando a bola para fora, à esquerda do gol defendido por Navas.

A pressão dos visitantes seguiu intensa e, aos 10, Florenzi fez bela jogada, com direito a drible em Sérgio Ramos e chutaço, que parou na defesa de Navas. O costarriquenho brilhou outra vez, instantes depois, em outra grande intervenção, desta vez na finalização de Manolas, após cobrança de escanteio.

A resposta do Real Madrid veio na sequência imediata, em bomba de Modric, do lado direito da área, que acabou desviando no zagueiro Zukanovic, para desespero da torcida ‘blanca’, e saindo pela linha de fundo.

O sonho da classificação da Roma ficou mais distante aos 19 minutos do segundo tempo, quandro Modric abriu na direita, achou Vázquez, que havia acabado de entrar no lugar de Bale, e o garoto cruzou para o meio da área, onde Cristiano Ronaldo se antecipou a Manolas e Szcsesny, escorando para o fundo das redes.

O primeiro gol demoliu o time italiano, que não levou mais de quatro minutos para ver a vantagem do adversário aumentar. Em jogada de alta velocidade, Cristiano Ronaldo serviu James Rodríguez, que invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado para marcar o segundo.

Ainda aos 24 minutos, a conta ‘madridista’ poderia ter aumentado se o craque português não tivesse vivido um momento de Salah, recebendo na área, cara a cara com Szcesny, mas batendo para fora, à esquerda do gol da equipe da capital italiana.

Pouco depois, o veterano Totti, de 39 anos, entrou em campo, substituindo El Shaarawy. O italiano, que por algumas temporadas foi sonho de consumo do Real Madrid, recebeu ovação do público que lotou o Santiago Bernabéu, sendo bastante aplaudido.

Outro jogador bastante reconhecido pela torcida do time da casa foi Casemiro, que deixou o gramado aos 38 da etapa final, dando lugar a Kovacic. Em seguida, o lateral-direito Maicon veio para o jogo, substituindo Keita na Roma.

Para reafirmar o nome na lista de destaques do jogo, Navas reapareceu aos 42 minutos do segundo tempo. Perotti recebeu cruzamento na medida e encheu o pé, de primeira, acertando a trave e depois o goleiro costarriquenho, que caiu no canto direito para parar o ataque adversário.

Ficha técnica:.

Real Madrid: Navas; Danilo, Ramos, Pepe e Marcelo; Casemiro (Kovacic), Kroos e Modric (Jesé); Rodríguez, Bale (Vázquez) e Cristiano Ronaldo. Técnico: Zinedine Zidane.

Roma: Szcsesny; Florenzi, Manolas, Zukanovic e Digné; Keita (Maicon), Pjanic (Vainqueur) e Perotti; Salah, El Shaarawy (Totti) e Dzeko. Técnico: Luciano Spalletti.

Árbitro: Szymon Markiniak (Polônia), auxiliado pelos compatriotas Pawel Sokolnicki e Tomasz Listkiewicz.

Gols: Cristiano Ronaldo e Rodríguez (Real Madrid).

Cartões amarelos: Danilo (Real Madrid) e Zukanovic (Roma).

Estádio: Santiago Bernabéu, em Madri (Espanha).

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *