Últimas
IMG_8624-Copy

“Realmente não sei por que estou fora do ar”, diz Adriane Galisteu no “Programa Raul Gil”

IMG_8624 (Copy)

Raul Gil recebe Adriane Galisteu no “Elas Querem Saber” do próximo sábado, 26 de março. Thammy Miranda, Ciça Camargo, Sheila Mello e Antônia Fontenelle conversarão com a apresentadora sobre sua carreira, o período fora da televisão aberta, seus novos projetos, sua vida em família e algumas polêmicas que envolveram o nome de Galisteu ao longo de sua vida. Ela relembra o namoro com Ayrton Senna e fala ainda como foi o início de seu relacionamento com Alexandre Iodice.

Confira as melhores frases do quadro:

· Se tem uma coisa que eu fiz bem foi isso aí: filho.

· Estou tentando o segundo (filho), mas não está rolando por enquanto. Acho que tenho que tentar um pouco mais.

· Eu lembro que eu cheguei aqui e falei “Silvio, eu quero uma cenário assim para a estreia” e ele deixou eu falar, como todo gênio. Quando eu acabei ele falou “Galisteu, eu posso colocar uma tapadeira azul atrás de mim e fazer um baita sucesso. Porque o sucesso está na estrela e não no cenário. Tanto faz se você vai ter um cenário assinado ou se vai estar na rua na frente de um isopor, o importante é o que você tem a dizer”. (sobre o aprendizado que teve com Silvio Santos quando veio para o SBT)

· Eu comecei a trabalhar na televisão aos 9 anos. Desde então eu não tenho dúvidas do que eu sei fazer.

· Quando eu entrei pela primeira vez no ar eu sabia que ia morrer fazendo aquilo.

· Eu gosto, nasci para isso, sei fazer e quero fazer cada vez melhor. Eu estou fora da TV aberta, mas não estou longe.

· Minha hora na TV aberta vai chegar e eu vou voltar.

· Realmente não sei por que estou fora do ar.

· Cheguei um ponto em que não vou escolher. Eu quero trabalhar.

· Eu não recuso trabalho. Seria mais uma questão de entender o porquê. (sobre voltar a posar nua para a Playboy)

· Estou com ele há oito anos. Nem eu acredito. (sobre o marido)

· Ficamos com um beijo. Não “rolou” (no primeiro encontro) não. Fiz a fina. Três meses depois ele me chamou para ir na casa dele e me pediu em namoro. Eu certa de que a gente já estava namorando.

· Nunca ganhei dinheiro com o livro “Caminho das Borboletas”. Quando ganhei o suficiente para zerar as minhas contas pedi que encerrassem as edições. Ele é um diário de uma menina de 19 anos. Tudo que está ali aconteceu. Não mudaria uma vírgula, porque ele é verdade do começo ao fim.

· Não carrego essa história como um fardo. Carrego como um escudo e tenho muito orgulho dela. (sobre seu relacionamento com Ayrton Senna)

· Não posso parar de trabalhar e olha que eu ganhei dinheiro na minha vida. Mas parar de trabalhar, jamais.

· Eu procuro fazer o melhor que eu posso dentro daquilo que eu sei. Não importa se é televisão, se é rádio, se é beneficiente. Eu vou com o mesmo empenho e procuro fazer o meu melhor.

· Hoje tenho esse caminho na TV por assinatura e não quero mais largar porque realmente a linguagem é outra.

· Eu estou lá no “Galisteu Sem Filtro”. Comecei há pouco tempo e estou aprendendo. Acho que a gente aprende todos os dias, mas no YouTube eu estou aprendendo mesmo. Ali eu tenho que me livrar das amarras e ser de verdade. Como eu acordo, sem maquiagem, sem estrutura.

· Às vezes eu mesma me arrumo. Mas eu evito essa produção. Ainda não estou habituada. Então eu sofro. (sobre se ver no YouTube sem o glamour da TV)

O Programa Raul Gil vai ao ar todo sábado, às 14h15, no SBT.


Fonte: Bastidores da TV

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *