Renan diz esperar que impeachment não chegue ao Senado e que atuará com isenção

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse nesta terça-feira que espera que o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff não chegue ao Senado, mas, se chegar, o conduzirá com isenção e definirá seu calendário em conjunto com o Supremo Tribunal Federal (STF).

Em entrevista a jornalistas, Renan se recusou a comentar a decisão do PMDB de romper com a presidente Dilma Rousseff, argumentando que qualquer comentário poderia “partidarizar” a posição do presidente do Senado.

Indagado por que afirmou que “espero que não chegue” ao Senado o pedido de impeachment que tramita na Câmara dos Deputados, o parlamentar não respondeu.

(Reportagem de Leonardo Goy)

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *