Últimas

Rick diz que cachê caiu após fim da dupla sertaneja com Renner

O músico Rick revelou em entrevista exibida na tarde deste sábado (19) que o seu cachê caiu após o anúncio do fim da dupla sertaneja com o Renner, ocorrido no ano passado. Os dois trabalhavam juntos há 30 anos –22 de sucesso–, e fizeram shows pelo Brasil e até mesmo nos Estados Unidos.

“Não tem como eu cobrar o mesmo cachê [de antes], e jamais faria isso. Tenho consciência de que Rick e Renner é uma coisa e Rick Solo, é outra coisa”, disse o cantor, durante participação no programa “Raul Gil”, do SBT. O músico, no entanto, evitou revelar detalhes sobre os valores cobrados em suas respectivas apresentações.

Rick anunciou o fim da dupla sertaneja em janeiro de 2015, depois que Renner provocou um novo acidente de carro, sem feridos, na zona sul de São Paulo. O cantor foi detido na ocasião, mas liberado depois de pagar R$ 10 mil de fiança.

Ainda durante a entrevista, Rick deu a entender que Renner se apresentava em programas de televisão alcoolizado e que se incomodava com os comentários feitos por pessoas próximas.

“Eu nunca questionei a forma como Renner chegava nos programas de televisão, até porque cada um tem uma forma de se comportar. O que me incomodava, na verdade, era o pós-apresentação, depois dos programas, os comentários das pessoas”, afirmou.

O sertanejo evitou se aprofundar nas críticas ao ex-companheiro, mas fez, pela primeira vez, uma espécie de mea-culpa pelos problemas que aconteciam nos bastidores envolvendo a dupla. “Também um dos culpados [pelos problemas da dupla] seja eu mesmo. Desde o começo, a dupla tinha muitos problemas”, lamentou.

Renner se envolveu em seu primeiro acidente de trânsito no dia 20 de agosto de 2001, no quilômetro 144 da Rodovia Luiz de Queiroz, em Santa Bárbara (SP), no qual resultou na morte do engenheiro químico Luís Antônio Nunes Aceto e de Eveline Soares Rossi. O casal trafegava em uma motocicleta no sentido Piracicaba-Campinas quando foram atingidos pela BMW do cantor.

A rodovia possui pista dupla, mas, ainda assim, o carro do sertanejo ficou desgovernado, atravessou a pista e atingiu o casal, que morreu na hora. Segundo a acusação, ele trafegava em alta velocidade, próximo de 160 quilômetros por hora.

Renner foi condenado a pagar 2 mil salários mínimos (valor que hoje corrigido já estaria perto de R$ 3 milhões).

Em agosto de 2014, familiares das vítimas conseguiram na Justiça bloquear bens do cantor Ivair dos Reis Gonçalves, o Renner. A medida também foi estendida a empresas ligadas ao sertanejo para evitar que ele deixe de pagar a indenização imposta pela Justiça, segundo a Agência Estado.

Renner está com dificuldades financeiras

Com dificuldades financeiras, o sertanejo Renner, ex-companheiro de Rick, disse que está com dois meses de atraso no aluguel do apartamento onde mora, em um condomínio de luxo, em Barueri, cidade localizada na Grande São Paulo, e admitiu o desejo de se mudar em breve.

O valor do aluguel era de R$ 3,5 mil, mas o proprietário do apartamento baixou para R$ 1,5 mil. Mesmo assim, o músico tem contado com a ajuda de amigos para quitar as dívidas.

Atualmente, o sertanejo sobrevive dando palestras para falar sobre a “transformação de vida”, o que lhe garante uma renda entre R$ 1 mil e R$ 2 mil por mês, quantia insuficiente para cobrir as despesas. Além disso, o cantor ressaltou que está sem carro e indo a pé até o supermercado.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *