Últimas

Saiba quem são as famosas que lutam pelo feminismo

A luta pelo feminismo tem ganhado cada vez mais força, seja em pequenas instituições ou em grandes cenários, como em Hollywood, onde as atrizes tem visto a importância de lutar pela igualdade de gênero.

Jennifer Lawrence, Emma Watson, Taylor Swift e Adele são artistas que estão sempre se empoderando em entrevistas, deixando claro o intuito da luta feminista, muitas vezes visto erroneamente pelo público, acreditando ser uma espécia de “superioridade” da mulher em relação ao homem, quando na verdade trata-se apenas da igualdade nos mais diversos âmbitos sociais em que convivem.

Confira a declaração de algumas delas:

 

Emma Watson

Famosa mundialmente por ter protagonizado a saga de Harry Potter, no papel de Hermione, Emma Watson foi noemada embaixadora da ONU Mulheres e confessou que irá se dedicar muito mais as causas feministas, privando-se um pouco do trabalho como atriz. 

“7% dos diretores são mulheres. Por que não estamos contando histórias de mulheres? Por que as mulheres não estão drigindo as próprias histórias?

 

Jennifer Lawrence

Conhecida por ser a grande heroína em Jogos Vorazes, Jennifer Lawrence deu vida à Katiness Everdeen, uma das poucas protagonistas mulheres nas histórias atuais. Jennifer lutou recentemente bravamente para conseguir ser respeitada como mulher e atriz. Mesmo ganhando o Oscar de Melhor Atriz, a loira viu seu cachê muito menor que dos atores que contracenava, a partir de então resolveu recusar papéis que a colocavam nessa situação opressora.

“Se uma mulher levanta a voz e é assertiva em suas palavras, ela será tratada como uma ‘pirralha’. Eu apenas não vejo um homem sendo chamado de ‘pirralho’ por agir assim”

 

Taylor Swift

A queridinha dos Estados Unidos sempre foi alvo da mídia, visto que se relacionou com famosos e isso a tornou mais vulnerável às manchetes dos tablóides internacionais. Taylor tem reforçado cada vez mais sua posição como uma cantora feminista, defendendo sempre a causa em seus discursos ao vencer prêmios e vale lembrar que a loira não coleciona poucos.

“Eu acho que o impacto do feminismo será visto nas próximas décadas, porque essa conversa não era comum antes. É realmente um bom tempo para as mulheres na música na minha opinião. Porque não temos só mulheres fazendo um trabalho excelente, agora nós temos mulheres corajosas o bastante para falar sobre o feminismo e assuntos imporatntes para nós”

 

Valesca Popozuda

Uma das celebridades brasileiras que não tem medo de falar o que pensa e defender suas atitudes como mulher é Valesca Popozuda. A funkeira deixa isso claro em suas músicas sobre o empoderamento feminino e não teme pela mídia machista ao posar como bem entende, com roupa ou sem, afinal, trata-se do seu próprio corpo e ela – assim como todas as mulheres – devem fazer o que quiser com ele.

[embedded content]

 

Pitty

A rockeira também não tem papas na língua, ainda mais quando se trata do preconceito, seja por ela ser nordestina ou por ser mulher. A cantora ganhou o apoio de grupos feministas após expôr algumas de suas opiniões em suas redes sociais e confrontar comentários sexistas. Em um episódio que ganhou repercussão na mídia, Pitty descontruiu Anitta durante o programa Altas Horas. Vale reforçar que não há rixa entre as cantoras e foi apenas uma discordância sobre determinado assunto.

[embedded content]

 

Madonna

A consagrada Rainha do Pop surpreendeu a mídia desde o início de sua carreira, quando lançou músicas apostando na sensualidade e rompendo com alguns padrões impostos pela sociedade sobre ser “recatada”. Atualmente, a cantora, sempre irreverente em suas performances e videoclipes, tem que enfrentar discursos machistas e preconceituosos sobre suas atitudes como uma mulher de 57 anos.

“Você sabe, Mick Jagger tem a permissão de se divertir, eu acredito que você não tem a permissão de se divertir quando é uma mulher aos cinquenta anos. Se você é Mick Jagger, você tem o direito  de namorar uma menina de 25 anos, mas se essa pessoa sou eu, sou uma vadia promíscua”

 

Viola Davis

Famosa por protagonizar uma das séries mais famosas da atualidade, How To Get Away With Murder, Viola Davis deu um discurso inspirador sobre o feminismo negro ao vencer o prêmio de Melhor Atriz de Drama no Emmy Awards. Em suas palavras, a atriz comentou sobre as oportunidades para as mulheres serem escassas e quando se trata de uma mulher negra elas são ainda mais problemáticas.

[embedded content]

 

Adele

A britânica surpreendeu com seu retorno ao cenário musical, mas infelizmente os holofotes não eram apenas sobre sua qualidade musical. Após emagrecer 30kg, a cantora começou a ser frequentemente perguntada sobre o assunto em entrevistas e em uma delas, resolveu problematizar o porquê das mulheres serem sempre questionadas sobre sua aparência, ao invés do trabalho, enquanto isso não acontece com os homens na carreira artística.

“Sempre me perguntam sobre meu corpo, meu peso, meu tamanho, meu estilo e coisas do tipo, e eu entendo completamente. É um pouco pertubador que homens não sejam questionados dessa forma. Parece que eu supreendia por ser plus-size e bem sucedidada, era como eu me sentia. De qualquer forma, eu não ligo, porque você não vê música, você a escuta. Então por que esse assunto importa?”

 

Lady Gaga

Gaga é uma das artistas com maior desempenho social atualmente, sempre apoiando diversas causas, desde a LGBT+ até o feminismo. A cantora ganhou ainda mais força nessa luta ao compôr e apresentar a música Till It Happens To You. Indicada ao Oscar como Melhor Canção Original. Na letra da música, a voz de Born This Way fala sobre o abuso sexual sofrido por mulheres em instituições de ensino nos Estados Unidos.

[embedded content]

 

Kesha

O nome de Kesha ganhou destaque após o processo que a cantora está movendo contra Dr. Luke, quem ela acusa de abuso sexual e psicológico durante a carreira. Atualmente, a cantora está impedida de lançar qualquer material sem a parceria com o produtor, ou seja, sua vida artística se tornou dependente do homem o qual ela luta para quebrar um contrato de longa duração. Com as proporções tomadas com o assunto, o feminsimo foi amplamente debatido, já que quaisquer provas “verbais” da cantora, não são tidas como relevantes para a justiça.

[embedded content]

 

Kelly Clarkson foi chantageada a trabalhar com Dr. Luke
Kesha faz discurso emocionante sobre abuso em homenagem
Lady Gaga e mulheres vítimas de abuso fazem tatuagens iguais

Tudo sobre o mundo dos famosos, novelas, festas e TV, você encontra em O Fuxico!

Fonte: OFuxico.com.br
Matéria Originalmente postada pelo site O Fuxico

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *