Últimas

Sistema do Google derrota campeão de Go em desafio 'homem x máquina'

Durante o fim de semana, o AlphaGo, sistema de inteligência artificial do Google, se consagrou campeão num desafio contra um dos maiores jogadores de Go da atualidade, o coreano Lee Se-dol. Com isso, as máquinas adicionam mais uma modalidade entre os esportes da mente em que já superaram os humanos.

No sábado, 12, o AlphaGo venceu a terceira partida seguida contra Lee, num desafio que ao todo contará com cinco partidas. No dia seguinte, o campeão conquistou sua primeira vitória, e ele ainda pode conseguir mais uma amanhã, 15, quando será realizada a última etapa – mas numericamente não há como se recuperar do placar geral.

Não é a primeira vez que o AlphaGo bate um campeão de Go, já que no ano passado o sistema deixou para trás o principal nome da modalidade na Europa. A diferença é que Fan Hui não conquistou sequer uma vitória, tendo amargado um placar contra de 5 a 0. Até agora, então, o sistema do Google está com 9 a 1, sendo que Lee não é campeão regional, e sim mundial.

A vitória humana se deu em partes graças a um problema de julgamento do AlphaGo. Demis Hassabis, cofundador da DeepMind (empresa do Google por trás do sistema), contou que na jogada 79 a máquina cometeu um erro que só foi percebido no movimento 87. Como o AlphaGo ajusta o estilo de jogo de acordo com sua própria evolução, a falha gerou um efeito cascata.

Lee Sedol is playing brilliantly! #AlphaGo thought it was doing well, but got confused on move 87. We are in trouble now…

— Demis Hassabis (@demishassabis) March 13, 2016

Mistake was on move 79, but #AlphaGo only came to that realisation on around move 87

— Demis Hassabis (@demishassabis) March 13, 2016

Não entende por que isso é tão importante? Até agora as máquinas só haviam superado os humanos em jogos de tabuleiros como dama e xadrez. Go, entretanto, exige um nível de intuição muito superior, conforme explicamos neste texto.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *