Últimas

Sistema operacional da Segurança Pública é implantado em Penedo

Com novo formato, Segurança pretende melhorar atendimento à população

 

A Secretaria de Segurança Pública de Alagoas está reformulando o Sistema de Gestão Operacional Unificado (Sisgou) que envolve a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros Militar e a Polícia Civil. A customização trará mais agilidade e terá mais qualidade tanto para os servidores quanto para a população. O sistema operacional da Polícia Civil acaba de ser implantado na cidade de Penedo, em caráter definitivo. Polícia Militar e Corpo de Bombeiros estão em fase final de reformulação.

O novo método operacional passa a ser denominado Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) e chega com foco na melhoria do armazenamento de informações desde a denúncia até o planejamento de ações com base nesses arquivos. Todas as informações ficarão armazenadas em um único banco de dados.

Ele engloba o Controle de Procedimentos Policiais (CPP) da Polícia Civil, o Sistema de Gestão de Operações (SGO) do Corpo de Bombeiros Militar e o Centro de Atendimento e Despacho (CAD) da Polícia Militar. Todos contam com georreferenciamento.

Para a população, o Sisp levará agilidade na confecção dos boletins de ocorrência, nos flagrantes e inquéritos policiais, por exemplo. A Polícia Militar estará integrada ao Detran para consultas sobre veículos.

O Corpo de Bombeiros passa a seguir o padrão nacional de preenchimentos de relatórios adotado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública e pela Liga dos Bombeiros. A aquisição do Sistema Integrado de Segurança Pública foi possibilitada pela união entre o governo federal e estadual.

Como todos os servidores da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros têm acesso às mesmas informações ao mesmo tempo, facilita o atendimento ao público, agiliza o retorno da solicitação e colabora no enfrentamento ao crime e em alguns casos, para a suspensão deles.

“A intenção é melhorar a agilidade dos sistemas, facilitar a integração das informações  das três instituições permitindo uma melhor qualidade nos serviços e conhecer melhor as estatísticas policiais e do Corpo de Bombeiros através do georreferenciamento”, resumiu o tenente-coronel BM Wolbeck Amorim, chefe de Tecnologia da Informação da SSP. 

O secretário Alfredo Gaspar de Mendonça Neto aposta que o sistema seja uma grande ferramenta para as forças policiais.

“Haverá uma integração informatizada, onde tudo poderá ser acompanhado e os serviços terão maior celeridade. Isso da confecção de um simples boletim de ocorrência ao inquérito policial. O cidadão também não terá mais como limitação a delegacia da sua área para fazer um boletim , pode ser recepcionado em qualquer unidade. Isso é um grande benefício e facilitará a vida da população. Tenho convicção de que as instituições lograrão êxito com o sistema”, ressalta Alfredo Gaspar.

 

Por Agência Alagoas

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *