giovanni-foi-o-destaque-do-atletico-mg-no-classico-com-o-america-mg-para-o-bem-e-para-o-mal-1456966179709_615x300

Substituto de Victor no Atlético-MG, Giovanni é escolhido o melhor campo

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Giovanni teve mais uma boa atuação pelo Atlético-MG, na vitória sobre o Colo-Colo

    Giovanni teve mais uma boa atuação pelo Atlético-MG, na vitória sobre o Colo-Colo

A missão para Giovanni não era nada fácil. O goleiro reserva tinha a tarefa de entrar no lugar de Victor, jogador que mais jogos de Libertadores disputou pelo Atlético-MG, que ainda é ídolo e Santo para a torcida alvinegra. E Giovanni deu conta do recado muito bem. Quando exigido, o camisa 12 fez duas grandes defesas, evitando as duas melhores tentativas do Colo-Colo, no começo do segundo tempo.

Depois da boa partida, Giovanni ainda lembrou do companheiro e amigo Victor, que está machucado e vai ficar pelo menos mês fora.

“Essa oportunidade a gente tem que abraçar. Muitos falaram que é fogueira, eu vi como oportunidade. Graças a Deus pude ajudar. Quero aproveitar para mandar um abraço para o Victor, que ele melhore, se recupere e esteja com a gente o mais rápido possível. Somos irmãos. Trabalha junto, concentra junto. Desejo que ele melhore e esteja com a gente o mais rápido possível”.

Feliz com a vitória e com boa atuação, Giovanni não parou de dividir os méritos com outros profissionais do Atlético. Chiquinho, o preparador de goleiros, e o técnico Diego Aguirre foram alguns dos lembrados pelo goleiro reserva.

“Eu estava preparado, me preparei junto com o Chiquinho. Graças a Deus fiz um bom trabalho e ajudei a equipe a sair com a vitória. É diferente você jogar uma partida e depois jogar sequências de partidas. Quando você joga uma só, você quer que a bola venha, você fica naquela ansiedade porque não vai ter outro jogo. Agora, com a sequência de jogos, você fica mais tranquilo. Agradeço ao professor Aguirre pela confiança, agora é dar continuidade. Quem ganha é o Atlético, que está bem servido de goleiro”, completou Giovanni, que recebeu da Conmebol o prêmio de melhor campo.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *