Túnel do tempo: há 10 anos serviço de nuvem ficava mais acessível

Nesta segunda-feira, 14, a Amazon comemora os 10 anos de lançamento do S3 (Simple Storage Service), seu primeiro serviço de armazenamento na nuvem mais seguro, durável e barato que os oferecidos na época.

Hoje, a empresa pode se orgulhar de ter mais de um milhão de clientes ativos, que vão desde startups até grandes empresas, em 190 países. Mas, acima da alta de consumidores, o lançamento também foi importante para o desenvolvimento do serviço em nuvem para a computação.

Os anos 2000 foram fundamentais para o desenvolvimento da tecnologia, sendo que antes do S3, outros serviços de hospedagem em nuvem já haviam sido criados, mas eram usados, principalmente, por grandes empresas e o seu custo de contratação era alto. A chegada do S3 incentivou uma mudança no mercado, já que ele era bem mais barato e simples de usar.

“Olhando para trás na última década, é bastante impressionante ver o quanto o mundo da TI mudou”, escreveu o diretor da Amazon, Jeff Barr, no blog da empresa. “Ainda mais impressionante, é ver como a alteração não está limitada somente a tecnologia. Os modelos de negócio mudaram, assim como a língua em torno dele. Ao mesmo tempo que muda no lado dos negócios surgem também novas maneiras de adquirir, consumir e pagam por recursos”.

Hoje, o armazenamento em nuvem é utilizado por todos, seja desde aquele que usa para guardar imagens e arquivos do dia a dia, até empresas que passaram todo o seu sistema para a tecnologia, caso do Netflix, que anunciou recentemente o fechamento de grande parte de seus centros de dados para hospedar o conteúdo em serviços da Amazon e do Google.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *