Últimas

Ultradireitistas que protestavam contra imigrantes em Calais são detidos

Paris, 12 mar (EFE).- Pelo menos 14 pessoas foram detidas neste sábado quando participavam de uma manifestação convocada por um grupo ultradireitista em Calais, no norte da França, para protestar contra a presença de imigrantes na cidade.

A manifestação não tinha sido anunciada e nem contava com autorização da prefeitura local. Ela reuniu cerca de cem membros do grupo Geração Identitária e começou pouco depois das 8h locais (4h de Brasília), sendo dispersada menos de uma hora depois pela polícia, que deteve 14 participantes.

Alguns dos manifestantes queimaram pneus para bloquear o tráfego de veículos em pontes de acesso à cidade de Calais e levaram cartazes com mensagens como “Go home” (“Voltem para casa”).

Segundo um comunicado divulgado pelo grupo organizador do protesto, 130 manifestantes tomaram “o controle de três pontes que permitem a passagem dos imigrantes à cidade de Calais”.

Em fevereiro, o ministro do Interior da França, Bernard Cazeneuve, decretou a proibição em Calais de “qualquer manifestação, sejam quais forem seus organizadores, que possa causar problemas de ordem pública”.

Poucos dias depois da ordem, o movimento islamofóbico Pegida convocou um protesto nessa cidade no qual várias pessoas foram detidas, entre elas o general Christian Piquemal, ex-comandante da Legião Estrangeira francesa.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *