Últimas

Vasco cita Cléber Machado e zoa Fla após jogo cheio de provocação

O clássico entre Flamengo e Vasco, nesta quarta-feira, no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF), foi marcado por muita provocação e rivalidade. Ao longo do jogo, o duelo entre Guerrero e Rodrigo saiu faísca e, após a partida, com o resultado que manteve a escrita de um ano de invencibilidade do Cruzmaltino, o clube de São Januário não perdeu a oportunidade de zoar o rival.

Em sua conta oficial no Twitter, o Vasco relembrou a marcante frase do narrador Cléber Machado, da TV Globo, no GP da Áustria, em 12 de maio de 2002.

“Hoje sim, hoje sim, hoje não…”

— CR Vasco da Gama (@vascodagama) 31 de março de 2016

Na ocasião, Rubens Barrichello e Michael Schumacher defendiam a Ferrari e, na reta final para a bandeirada, a escuderia italiana deu a ordem para que o brasileiro deixasse o alemão passar, assim como já havia feito em outras ocasiões, o que frustrou o locutor.

Presidente do Vasco, Eurico Miranda, como de praxe, também deu sua alfinetada, desta vez em tom enigmático.

“Por mais força que eu faça, não consigo perder para o Flamengo”, disse em comunicado repassado pela assessoria de imprensa do clube.

Em campo, as provocações ficaram por conta de Rodrigo e Guerrero. Os dois não cansaram de se estapear, como já havia acontecido em outras ocasiões, e o zagueiro vascaíno chegou até mesmo a apertar os mamilos do peruano. Irritado, o atacante atingiu o defensor na jogada seguinte de forma violenta com a mão no rosto. O time cruzmaltino pediu a expulsão, mas ele acabou recebendo apenas o cartão amarelo.

De acordo com relato da TV Globo, Rodrigo, em conversa informal, teria dito: “Isso faz parte (provocar Guerrero). O que não pode é ele me dar uma cotovelada”.  

RIASCOS EXPLICA COMEMORAÇÃO

Outra cena que chamou a atenção, como de costume, foi a comemoração de Riascos após o gol de empate do Vasco. O colombiano se direcionou à torcida e fez um gesto apontando para os olhos. Após o jogo, ele usou o Twitter para se explicar: “Respeito todo mundo, mas estava esquentando. O cara (torcedor) me chamou de v… e xingou minha mãe. Comemorei para ele. Não tem nada a ver com o Flamengo”.

respeito Tudo mundo maís estaba esquentando o Cara me chamo de viado e me chingo minha mae, comerore para Ele, nao tem Nada ver con

 

 

 

 

 

FLAMENGO

— Duvier Riascos (@Riascos1120) 31 de março de 2016

Paulo Fernandes / Site oficial do Vasco

Riascos gesticula para torcedor do Fla que, supostamente, havia o xingado

LAMENTAÇÕES

Mais calmo, o zagueiro vascaíno Luan comemorou o resultado, mas admitiu que o Vasco não atuou bem no clássico.

“Jogo muito difícil. Erramos demais. O que importa é que não perdemos e mantivemos a liderança. Agora é trabalhar porque domingo tem mais um jogo difícil e o tempo é curto de descanso. Graças a Deus não saímos com a derrota. O resultado não foi como a gente queria, mas não temos o que lamentar”, disse à TV Globo.

Já o lateral direito Rodinei lamentou o fato do Flamengo deixar escapar a vitória, que deixou a equipe em situação delicada na Taça Guanabara.

“Sabíamos como seria o jogo pois clássico é sempre pegado. Depois que fizemos o gol tínhamos que ficar mais calmos, mas o Vasco fez o empate logo em seguida. Agora é pensar no Botafogo”. 

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *