Últimas

Veja 14 peças do Festival de Curitiba nos terminais de ônibus

  • Divulgação

    Um dos espetáculos em cartaz no Terminal de Santa Felicidade é "A Verdadeira história de Tony e Clovis", apresentado no dia 30 de março, às 18h

    Um dos espetáculos em cartaz no Terminal de Santa Felicidade é “A Verdadeira história de Tony e Clovis”, apresentado no dia 30 de março, às 18h

O que acha de aproveitar o tempo na espera de ônibus nos terminais da cidade para assistir a um espetáculo do Festival de Teatro de Curitiba? Quatro terminais vão sediar 14 peças do Fringe, dentro da programação do festival. Como são gratuitas, não há desculpa nenhuma para não assistir as apresentações, é só pagar os R$ 3,80 da passagem e estar no terminal na hora programada.

Os espetáculos estão espalhados por todos os cantos da cidade e passam pelos bairros Boqueirão, Santa Cândida, Santa Felicidade e Pinheirinho. O primeiro terminal a sediar as peças nesta temporada é o do Boqueirão, no dia 24 de março. Às 9h, está marcada a apresentação de “Intermitentes ou vai e vem”, que leva palhaços ao espaço. Ao meio-dia, “Homem Pedal” conta a história de dois amigos que buscam bater o recorde de 130 horas em cima de uma bicicleta.

Às 15h é apresentado “Sonora Dromedário”, espetáculo que mistura clássicos da música árabe a cumbias latino-americanas. Para fechar o dia de apresentações no Terminal do Boqueirão, já na hora do rush, às 18h, “Três: Um solo em Trio” leva a comédia clown à correria do terminal.

Divulgação

“Mateus de Lelé Bicuda” é apresentado às 15h do dia 30 de março, no Terminal de Santa Felicidade

Santa Cândida

A programação do Fringe chega ao Terminal do Santa Cândida no dia 28 de março. Ao meio-dia entra em cartaz a comédia “O Político e a Assessora”, satiriza os discursos políticos. Às 15h, o terminal vira palco do espetáculo circense “O Grand Cirque do Pé Sujo”. No fim da tarde, às 18h, “Histórias Saídas de Uma Mala” leva poesias, cantigas de roda e brincadeiras de infância aos passageiros dos ônibus.

Santa Felicidade

O espetáculo “Frei Molambo” é a primeira a ser apresentada no Terminal de Santa Felicidade, às 12h do dia 30 de março, levando comédia ao público com temas relacionados a questões sociais e políticas públicas. “Mateus de Lelé Bicuda”, em cartaz às 15h, faz, por meio do circo, uma crítica sobre questões sociais, políticas, religiosas e éticas. Outro espetáculo de circo em cartaz no terminal é “A verdadeira história de Tony e Clovis”, que é apresentado a partir das 18h.

Divulgação/Roger Takahashi

Terminal Pinheirinho recebe, no dia 1º de abril, às 9h, uma das apresentações de “Tempos de Cléo”, contemplado com o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz/2014

Pinheirinho

O último terminal a receber os espetáculos do Fringe neste ano é o do Pinheirinho, que, no dia 1º de abril, a partir das 9h, assiste a “Tempos de Cléo”, contemplado com o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz/2014. Ao meio-dia, é a vez do público ver “Lampião no Céu e no Inferno”, peça que mostra Lampião “tocando fogo” no inferno.

 Às 15, entra em cena o espetáculo “Na reta de 4 corpos”, performance itinerante de dança para o espaço urbano. “O circo imaginário” encerra a programação do Fringe nos terminais, a partir das 18h, contando com a interação do público para o espetáculo.

Todas as peças contam com mais apresentações em outros locais da cidade. A programação completa do Festival de Curitiba pode ser conferida pelo site festivaldecuritiba.com.br.

Serviço
Espetáculos do Fringe nos terminais de ônibus
Quando: Dias 24, 28 e 30 de março e 1º de abril de 2016
Onde: Terminal do Boqueirão (24 de março), Terminal do Santa Cândida (28 de março), Terminal de Santa Felicidade (30 de março) e Terminal do Pinheirinho (1º de abril)
Quanto: Entrada franca
Mais informações: Pelo site festivaldecuritiba.com.br

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *