Vídeo: Astrônomos amadores filmam colisão entre corpo espacial e Júpiter

[embedded content]

O planeta Júpiter foi atingido por um corpo espacial no último dia 17 de março. A colisão foi registrada por astrônomos amadores. Um deles foi o irlandês John McKeon, que observou o acontecimento em Swords, na própria Irlanda. Ele buscava a passagem das luas Io e Ganimede e acabou capturando um objeto que atingiu o maior planeta do Sistema Solar.

“O propósito original era fazer o time lapse da passagem das luas. Fiz duas versões e, por sorte, capturei o impacto na segunda”, relatou McKeon na descrição do vídeo no YouTube. Ele usou um telescópio Schmidt-Cassegrain de 11 polegadas, com uma câmera ASI de 120mm acoplada.

Quem também filmou o momento foi o austríaco Gerrit Kernbauer, que viu a colisão em Mödling, na Áustria. “A vista não era das melhores, então hesitei em processar os vídeos. Mas, dez dias depois, dei uma olhada e achei esse flash de luz que aparecia por menos de um segundo na beira do disco planetário (a parte visível do planeta). Lembrei do Shoemaker-Levy 9 (asteroide que colidiu com Júpiter em 1994) e a única explicação que tenho é que um asteroide ou cometa entrou na atmosfera e queimou ou explodiu muito rápido”, contou Kernbauer na descrição do vídeo.

[embedded content]

Paul Chodas, especialista em asteroides e chefe do Centro para estudo de objetos próximos à Terra da Nasa, acredita que o objeto é um asteroide, e não um cometa. De acordo com Chodas, os impactos são frequentes no Sistema Solar, e Júpiter é o alvo na maioria dos casos.

“É mais provável que seja um asteroide, e o motivo é simples: há mais asteroides por aí do que cometas”, disse o estudioso em entrevista ao site Space.com. “O planeta atrai muitos asteroides e cometas devido à sua alta gravidade. Estamos vendo em média um impacto por ano”, justificou.

Com informações do Jornal O Globo

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *