Últimas

Vídeo: Secretaria de Segurança deflagra operação em Piaçabuçu e mais 3 cidades de Alagoas

Acostumada a acordar cedo e de forma pacata, a cidade de Piaçabuçu acordou hoje ouvindo um barulho de helicóptero sobrevoando todo o município, onde estão sendo cumpridos 9 mandados expedidos pelo Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL)

Trata-se da operação policial, desencadeada pela Secretaria de Segura Pública de Alagoas (SSP) , com o objetivo de combater o tráfico de drogas na cidade, que deflagrou, na madrugada desta terça-feira (22), para cumprir mais de 29 mandados de prisão, busca e apreensão.

A ação acontece aqui em Piaçabuçu, além do Vale do Reginaldo, Grota do Cigano, em Maceió, e nas cidades de Arapiraca, Palmeira dos Índios,e também no estado de Pernambuco. Segundo as investigações da Polícia Civil, os suspeitos têm envolvimento com o tráfico de drogas e homicídios cometidos em Alagoas.

De acordo com a Polícia Militar, mais de 140 agentes da segurança pública, entre integrantes da Força Nacional, Polícia Civil e outros, foram empregados na operação que não tem hora para acabar. Os mandados emitidos pelo Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) tiveram como base investigações realizadas por integrantes da Polícia Civil ao longo dos últimos meses.

Dos 29 mandados emitidos pelo Poder Judiciário, nove estão sendo cumpridos na cidade de Palmeira dos Índios, outros nove no município de Piaçabuçu, um na cidade de Arapiraca, e o último em Pernambuco. Uma entrevista coletiva será concedida no final da manhã desta terça-feira para apontar um saldo parcial da ação policial.

Ainda segundo a polícia, todos os presos estão sendo encaminhados para o Complexo Especializada de Delegacias (Code), localizado no bairro de Mangabeiras, onde uma triagem é realizada pelos agentes da Polícia Civil.  A Secretara de Segurança Pública  pede ajuda da população para identificar eventuais suspeitos que consigam fugir da ação policial, por meio do disque denúncia, no número 181.

Por  Gazetaweb

 

 

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *