Últimas

Webber tentava de tudo para desestabilizar Vettel nos tempos de Red Bull

Uma das grandes máximas da Fórmula 1 é que seu companheiro de equipe é o primeiro rival que você quer bater. Afinal, ambos têm o mesmo equipamento e trata-se da comparação mais igualada que um piloto tem em relação a outro. E vale tudo para chegar na frente, como conta o chefe da Red Bull, Chrstian Horner, sobre os cinco anos em que comandou a dupla Sebastian Vettel e Mark Webber.

“Havia uma rivalidade intensa entre Mark e Seb. Menos com Seb porque ele estava ganhando, então tudo o que Mark podia fazer para tentar desestabilizá-lo, ele fazia”, contou ao Daily Telegraph.

“Ele tirava o fone de ouvido nas reuniões depois das corridas porque não queria dar valor ao que Seb estava dizendo, mesmo que quisesse ouvir desesperadamente o que estava acontecendo. Os dois não mostraram tudo o que podiam fazer e tentavam esconder o ritmo até o final da classificação.”

Porém, mesmo com todas as estratégias, Webber reconheceu em entrevista recente à CNN que nunca foi tão forte quanto Vettel. “Ele tinha aquele algo a mais em relação a mim no momento decisivo. Acho que aquele primeiro campeonato [em 2010, quando Webber chegou à última prova na frente e perdeu] foi muito, muito importante, pois levei a disputa à última corrida. Mas depois disso foi muito difícil para mim continuar.”

Webber acabou se aposentando da Fórmula 1 ao final de 2013, no último dos quatro títulos em sequência que Vettel conquistou enquanto os dois foram companheiros na Red Bull. Atualmente, o australiano é campeão do Mundial de Endurance.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *