Últimas

Ações europeias recuam pressionadas por quedas da EDF e de bancos

Por Alistair Smout

LONDRES (Reuters) – As ações europeias recuaram nesta segunda-feira, afastando-se ainda mais da máxima de três meses, com a queda na companhia francesa de serviços públicos EDF e os papéis de bancos mais fracos pressionando os mercados.

O índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 teve queda de 0,57 por cento, a 1.364 pontos.

A maior queda do índice foi da EDF, com 11,1 por cento de perda.

A companhia francesa adiou uma decisão sobre seu projeto nuclear de Hinkley Point. A EDF também garantiu um pacote de financiamento estatal, mas isso colocou pressão sobre suas ações.

Grandes bancos como Standard Chartered e Deutsche Bank também caíram, com os analistas esperando resultados do primeiro trimestre fracos para muitos deles.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,78 por cento, a 6.260 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,76 por cento, a 10.294 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,52 por cento, a 4.546 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,52 por cento, a 18.403 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,01 por cento, a 9.140 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,59 por cento, a 5.067 pontos.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *